Mais uma cidade entra para nossa lista de destinos que conhecemos numa viagem bate-volta. Ávila fica a pouco mais de 100km de Madrid, é uma cidade bem pequena que em poucas horas dá para conhecer os principais pontos de interesse, sendo assim, ideal para um passeio de 1 dia.

Veja outras viagens bate-volta que fizemos partindo de Madrid

Bate-volta de Madrid para Toledo de trem
Cordoba, Espanha – o que ver em 1 dia
Cuenca: 1 dia numa viagem bate-volta de Madrid

Antes de começarmos a falar sobre Ávila, daremos como ‘bônus” uma dica de um lugar no caminho que vale a pena incluir nessa viagem.

Para falar a verdade, não estava programado em nosso roteiro. Sabe aquele lugar que vemos nas pesquisas durante o planejamento da viagem, contudo não damos muito cartaz? Pois bem, foi mais ou menos isso que aconteceu.

Na verdade, esse ajuste em nosso roteiro aconteceu quando voltávamos de um bate-volta para Segóvia – olha aí mais um destino na lista. Cidade que fica bem perto de Ávila, MAS não indicamos 1 dia para as duas ok?

Bom, continuando… na volta de Segóvia para Madrid, como ainda era relativamente cedo, por volta das 16:30h, lembrei do que tinha visto na elaboração desse roteiro. Sugeri então a Ricardo darmos aquela esticadinha para, quem sabe, conseguirmos conhecer aquele palácio. Olha aí o destino começando a ser revelado!

Estamos falando sobre a Granja de San Ildelfonso. Que acredite, vale a pena conhecer e pode sem dúvida nenhuma ser visitada no mesmo dia que for à Ávila.

Dessa forma, vamos dar uma pausa no relato sobre Ávila e mostrarmos o que vimos na granja, tenho certeza de que você vai gostar do que vai ver e nos dará razão por esse ‘adendo’.

Granja de San Ildelfonso

Um pouco de história

As florestas localizadas na serra próxima à Segovia, eram usadas como campo de caça desde a Idade Média pelos reis de Castela. Posteriormente, em 1717, numa dessas temporadas, Felipe V ficou encantado com a beleza do local.

3 anos depois, ele comprou uma quinta em San Ildelfonso já com a intenção de transfromá-la em um Sítio Real pensando na sua aposentadoria. Os projetos do palácio e dos jardins foram confiados a Teodoro Ardemans e René Carlier respectivamente.

San Ildelfonso

Cidade de San Ildelfonso

Um com estilo tradicional espanhol, o outro com estilo radicalmente francês que foi discípulo do arquiteto de Luís XIV. Tudo caminhou muito bem e 3 anos depois os reis já puderam usufruir do palácio.

1724 chegou e com ele o anúncio de Felipe V que abdicava em favor do seu filho Luis I, anúncio esse feito em San Ildelfonso. Contudo, poucos meses depois o novo rei faleceu prematuramente e seu pai teve que retornar ao trono.

O palácio passou por ajustes, já que inicialmente era residência de um antigo soberano e passou a ser o Sítio Real favorito do Rei Felipe V.

Palacio de La Granja de San Ildelfonso

Anos mais tarde o rei e a rainha encomendaram a construção de uma nova fachada no eixo central do jardim que havia sido executada por Giambattista Sachhetti e, naquele momento, seria então porjetada por Filippo Juvarra. O resultado dessas reformas resultou num conjunto arquitetônico muito característico do estilo italiano.

O Palácio da Granja de San Ildelfonso foi usado como residência de verão por todos os reis após Filipe V até Alfonso XIII.

Ao lado do palácio tem uma igreja que pode ser visitada, mas sem fotos.

E sobre os jardins

Antes de mais nada, Filipe V era neto de Luis XIV, ou seja, o rei que construiu Versalhes e nele o jardim que ainda hoje é um dos lugares mais visitados na França.

Jardim da Granja de San Ildelfonso

⇒ Leia Palácio de Versalhes: Patrimônio UNESCO com louvor.

Contudo, o Rei Filipe V não queria nem de longe que o jardim do Palácio de Granja de San Ildelfonso fosse parecido com o do seu avô na França, sendo aquele no estilo formal barroco e o seu no formal estilo francês, o melhor exemplo na Espanha.

Apesar do Palácio da Granja ser chamado de Palácio de Versalhes espanhol, seus jardins não têm nada a ver com o do palácio francês.

Filipe V era um apaixonado pelas águas que vinham das montanhas, pois elas lhe permitiam encher o jardim de fontes. Estátuas e 26 fontes monumentais, onde algum dos jatos de água chega a 40 metros de altura, como é o caso da fonte da Fama completam o visual idealizado pelo rei e sua rainha.

O sistema hidráulico original está perfeitamente preservado, tanto que até hoje está em operação.

Visita ao palácio

Apesar de ser um Palácio, o prédio não tem dimensões nem perto do Palácio de Versalhes, mencionado aqui por ter sido a residência do avô de Filipe V. A visita dura em torno de 1 hora considerando um ritmo normal para apreciar o lugar.

São 2 pavimentos com salas com obras de arte, objetos, mobiliário, uma majestosa coleção de tapetes que fica no primeiro andar e ainda uma linda sala de mármore.

Pátio externo que pode ser fotografado

⇒ Não pode ser fotografado durante a visita, a única sal que as fotos são liberadas é logo na entrada onde fica a maquete do palácio.

Ingresso:  9€ geral e 4€ tarifa reduzida. Gratuito quarta e domingo das 15:00h às 19:00h (último acesso ás 18:00h) e para crianças menores de 5 anos.

Horário: Visita ao palácio: de terça a domingo, das 10:00h as 19:00h (último acesso ás 18:00h) nos meses de abril a setembro e das 10:00h às 18:00h de outubro a março.

Visita ao jardim

Das janelas do palácio já dá para ver o porque do jardim ser o xodó do rei. As fontes ficam num lugar mais alto e pelo caminho pequenas fontes e estátuas. O jardim é impecável.

Fomos no mês de fevereiro, fazia frio, chegou até a chover fino durante nossas visita, mã fomos até lá em cima, o visual é encantador, vale a pena.

Há uma temporada das fontes que acontece todo ano. Os horários de dias podem variar um pouco de um ano para o outro, para saber detalhes, veja no site oficial que nele tem todas as informações a respeito do evento.

Visita ao jardim: de novembro a fevereiro, das 10:00h às 18:00h; de outubro a março, das 10:00h às 18:30h; nos meses de abril, maio e setembro, das 10:00h às 20:00h; de 1 a 15 de junho, das 10:00h às 20:00h, de 16 de junho a agosto, 10:00h às 21:00h.

⇒ O acesso aos jardins históricos pelo portão Alfonso XII fecha meia hora antes do portão principal dos jardins.

Inicialmente comentamos que tentamos conhecer o palácio no dia que fomos à Segovia, apenas 11km separam a granja da cidade, porém como Ávila é menor e também fica bem próximo, achamos mais proveitosa a visita à granja no mesmo dia da ida à Ávila.

Uma dica. Estacione o carro em uma das ruas ao lado da praça que fica em frente ao Palácio e na saída de sua visita, vá tomar um café e comer Flor, um doce típico da cidade que é uma delícia. A cafeteira/ restaurante, que também serve almoço, chama-se EL Europeo, fica do lado direito da praça de quem sai da igreja.

E agora Ávila, o que fazer em 1 dia

Conhecida pela muralha medieval mais conservada da Europa, Ávila é uma Cidade Patrimônio da Humanidade que fica dentro desse enormes muros de pedra com 8 portas e 88 arcos.

São 1.700m que podem ser percorridos e de onde podemos ver igrejas, dentre elas a catedral, que é primeira em estilo gótico da Espanha que foi também projetada como fortaleza, sendo assim é colada à muralha, ainda a praça do Mercado Chico (Plaza Mayor) e ainda uma vista da paisagem ao redor da cidade.

Muralhas

Ávila é uma cidade tranquila que tem como padroeira Santa Teresa. Sua gastronomia também chama atenção na região, especialmente o chuletón de ternera (bisteca bovina), como também são muito populares as vagens de El Barco de Ávila e as gemas de Santa Teresa.

Fora das muralhas, vale a pena ir ao mirante dos Quatro Postes de onde podemos ver a grandiosidade da muralha de outro ângulo. É uma vista linda que não pode ficar de fora do passeio.

Sendo a gastronomia um dos nossos pontos de interesse em viagens e da cidade, começamos por ela quando chegamos em Ávila poucos minutos após do meio-dia.

Assim sendo, estacionamos o carro num estacionamento fora da muralha e seguimos para o centro histórico à procura de um lugar que nos agradasse. Mas saiba que pode entrar de carro na cidade, porém resolvemos estacionar fora para não perdermos tempo procurando onde pararmos o carro.

Onde e o que comer em Ávila

Caminhamos um pouco pelas ruas e chegamos ao Restaurante Siglo Doce.

Restaurante em Ávila

O restaurante tem 2 andares, o térreo estava lotado, seguimos para o primeiro andar. Bem cheio também, mas conseguimos uma mesa. Nos acomodamos e fizemos logo o pedido porque teríamos a tarde para conhecermos a cidade.

Onde comer em Ávila

A foto de cima é o pavimento térreo e a do canto direito embaixo o 1º pavimento onde sentamos. Tirei a foto n saída quando já estava vazio

Claro que pedimos o chuletón de Ávila que é o prato tradicional da cidade. No cardápio tinha a opção de entradas tradicionais da casa + choletón + sobremesa por 46€ com 500g de carne e 50€ com 750g, ambos para 2 pessoas, dessa forma, resolvemos pedir o marido já que a diferença de preço era bem pequena e estávamos com fome :).

Almoço em Ávila

Entradas: judias brancas (tipo fava), sopa castelhana e batatas Revolconas com torresmo

Choletón de Ávila

Choletón que é servido com batatas

Contudo, apesar da gula no prato principal, ainda sobrou um espacinho para a sobremesa. Pedimos pudim de leite, torta de queijo e torta 3 chocolates.

Onde comer em Ávila

A Catedral de Ávila

Fica colada à muralha e em frente ao restaurante onde almoçamos. Não entramos porque preferimos dedicar nosso tempo a muralha. Tiramos foto da fachada apenas.

Catedral

A muralha

Saciados, era hora de irmos conhecer a muralha que era a principal razão de estarmos em Ávila.

Muralhas medievais

São 4 entradas de acesso: Puerta del Alcázar, Carnicerías, Arco del Carmen ou Puenta Adaja. Ticket em mãos, é hora de subir e descer escadas para apreciar o centro histórico de Ávila do alto dos muros. O acesso principal fica do lado direito do portão da catedral.

Puerta del Alcázar

Puerta del Alcázar

Foi construída no séc. XI com o propósito de proteger a cidade. São 2,5km de extensão com 1,7km que podem ser percorridos com 9 portões, 87 torres e paredes de 3m de espessura por 12m de altura.

Uma das coisas que vimos durante a caminhada pela muralha, foi que ajuda muito a localizar os pontos de interesse que já foram vistos ou, para quem assim como nós, fez o trajeto após o almoço e depois da descida foi desvendar o centro histórico.

Conforme já comentamos no começo desse post, a muralha medieval de Ávila é a preservada, além de ser a maior na Europa. Não é um passeio longo, 30 minutos são suficientes para dar a volta e com paradas para observar as paisagem e os detalhes da cidade.

Passeio pelas muralhas de Ávila

Basílica de San Vicente

Basílica de San Vicente vista do alto da muralha

Ingresso:  5€

Horário: no verão das 10:00h às 20:00h e no inverno das 10:00h às 18:00h, mas o último acesso é sempre 45 minutos antes do horário do fechamento.

Plaza Mercado Chico – Plaza Mayor

Impossível uma cidade histórica na Espanha não ter uma Plaza Mayor né gente? Ávila não seria diferente e nós, como bons turistas que adoram conhecer as histórias dos lugares através das ruas das cidades, não poderíamos deixar de passar por ela.

Não é muito grande, a prefeitura é o prédio principal – lógico – e os outros prédios que completam o visual são lojas e restaurantes além da Igreja de São João Batista.

Prefeitura

Prefeitura

A praça que vimos hoje é resultado das últimas reformas realizadas no séc. XIX quando recebeu detalhes do estilo neoclássico.

Basílica de São Vicente de Ávila

Após 2 séculos de sua fundação, a Basílica de São Vicente foi finalmente concluída, é uma mistura dos estilos românico e gótico.

Fica fora das muralhas.

Basílica de São Vicente

Praça de Santa Teresa de Jesus e a Igreja de São Pedro

A Praça Teresa de Jesus fica na saída da Puerta del Alcázar, que foi por onde saímos da muralha. Nela ficam o Convento de Santa Teresa e o Igreja de São Pedro, além de bares e restaurantes.

Praça de Santa Teresa de Jesus

A construção de Igreja de São Pedro teve início no começo no séc. XII. Como destaque tem a torre quadrada e a rosácea cisterciense (ordem religiosa monástica católica beneditina reformada).

Igreja de São Pedro de Ávila

Mirante de Quatro Postes

Fica a poucos metros da muralha de Ávila, pode ir a pé, mas nós fomos de carro e de lá seguimos nossa viagem de volta para Madrid.

Mirante Quatro Postes

O mirante de Quatro Postes é um momento religioso composto por 4 colunas dóricas com 5m de altura. Fica na margem esquerda do Rio Adaja, contudo é na verdade o santuário de São Sebastião que tem no topo o escudo da cidade que é uma cruz em granito.

Foi construído em 1566, que segundo alguns historiadores inicialmente era um templo na época romana. Além disso, fala-se que é o lugar para relembrar onde Francisco de Cepeda, tio de Teresa de Jesus (padroeira da cidade) encontrou a santa e seu irmão Rodrigo quando eles fugiram do martírio das terras dos mouros.

De lá é possível vermos boa parte da muralha que circunda a cidade velha de Ávila. Vale a pena ter uma visão geral do que a muralha representa e ainda tem um letreiro da cidade para resgatarmos a visita.

Por fim

O dia começou com chuva, mas quando chegamos à Ávila o céu abriu e deu lugar ao sol que foi nosso amigo durante a visita à Ávila, já que com chuva nosso passeio pela muralha teria sido bastante prejudicado. Assim sendo, conseguimos aproveitar nosso bate-volta como havíamos planejado.

Conforme comentamos, Ávila é uma cidade pequena que pode ser visitada em poucas horas. Vi muitas fotos e relatos de quem dormiu na cidade para ver a cidade iluminada. Depois de termos ido à cidade, vimos que uma possibilidade seria ir para Segovia no começo do dia e no final da tarde seguir para Ávila, dormir lá e no outro dia conhecer a cidade. Aí sim, indicamos juntar os 2 destinos na mesma viagem.

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no FacebookInstagramtwitterYouTube e no Pinterest.

ORGANIZE SUA VIAGEM SEM SAIR AQUI DO BLOG. VOCÊ PODE:

Reservar hotel pelo Booking;
Comprar seu seguro viagem com a Seguros Promo;
Alugar seu carro com a RentCars;
Comprar seu chip pré-pago para usar em todo o mundo no Viaje Conectado ou no Omeuchip;
Comprar ingressos, contratar tour e transfers no Get Your Guide;
Passagens aéreas com Passagens Promo;
E ainda comprar pacotes de viagens e passagens aéreas no Hotel Urbano