Acredite, o metrô de New York não é nenhum bicho de 7 cabeças e sim, podemos usá-lo mesmo numa primeira viagem à cidade. O segredo é estudá-lo antes de ir e pode ficar tranquilo que você não precisará de horas intermináveis de estudo para isso.

Fomos várias vezes à New York (e pretendemos voltar muitas outras), nos apaixonamos por aquele movimento, agito e principalmente pela energia que sentimos pelas ruas durante nossas longas caminhadas. E desde nossa primeira vez nosso meio de transporte foi o metrô.

Não vamos mentir, já pegamos a linha errada como também trem no sentido errado e demos muitas risadas porque antes de entrarmos na estação e/ou no trem havíamos consultado o mapa impresso que pegávamos nos hotéis e anos depois o app para conferirmos e mesmo assim aconteceram algumas vezes de nos confundirmos. Quem preferir pode baixar a versão em PDF aqui.

Isso é SUPER COMUM, então não se estresse porque para resolver esse tipo de erro é simples, os perrengues fazem parte e temos que encará-los tranquilamente para não perdermos os prazeres de onde estamos não é verdade?

Chamamos esse post de miniguia porque iremos reunir nele todas as informações que achamos pertinentes para fazer com que nossos leitores se familiarizem com o metrô de New York desde a compra do ticket até qual linha escolher e aproveitar o que a cidade tem a oferecer. Que sabemos que não é pouca coisa :).

O metrô de New York não é qualquer metrô, está entre os 5 maiores do mundo com mais de 1.000 km de trilhos, 24 rotas e quase 500 estações por onde passam cerca de 5 milhões de pessoas diariamente. Merece sim uma atenção especial antes de usá-lo para não ter frustrações.

Metrô de New York

Estação no Brooklyn

Como comprar o ticket /cartão do metrô de New York

A compra dos tickets ou do cartão para usar o metrô de New York pode ser feita diretamente nas máquinas de autoatendimento que estão em todos os aeroportos como também nas estações espalhados pela cidade e ainda nos guichês das estações, mas nesse caso pode encontrar filas maiores.

Metrô de New York

Opções

Single Ride – U$ 3 mas se você tiver um Metrocard a passagem custa U$ 2,75. É válida por 2 horas.

Pay-per-ride – Você escolhe um valor para colocar como crédito no seu Metrocard, cada viagem sai a U$ 2,75 nessa opção e o limite máximo da carga é de U$ 80.

7 days unlimited pass – U$ 32.

30 days unlimited pass – U$ 121.

Nas opções Regular, 7 days e 30 days paga-se U$ 1 a mais pelo Metrocard, que é o cartão onde os créditos serão colocados e que usaremos para acesso às estações. O cartão pode ser recarregável em até 1 ano da data da compra não tendo que pagar U$ 1 novamente.

Metrô de New York

⇒ Crianças de até 1,11m não pagam passagem para usar transporte público em New York, independente da idade, passou dessa altura paga o valor normal.

Como funciona o Metrocard

Quando compramos o Metrocard, podemos usá-lo nos trens, metrôs, ônibus e ainda no Tramway para Roosevelt Island. Nas opções de 7 ou 30 dias não há limite de viagens por dia em nenhum dos meios de transporte incluídos e no Regular o que vai limitar a quantidade de viagens é o valor colocado quando foi carregado.

Metrô de New York

Tramway para Rosevelt Island onde usamos o Metrocard

Usamos no ônibus quando fomos do aeroporto de La Guardia para Manhattan e foi super tranquilo.

O Metrocard é pessoal, não podemos comprar um cartão e passá-lo mais de uma vez pela catraca, há uma carência de 20 minutos para usamos novamente o mesmo cartão.

Em uma de nossas viagens estávamos em grupo, éramos 10 pessoas, nossa família (5 pessoas), minha irmã com a dela (4 pessoas) e minha mãe. Ficamos uma semana em New York, compramos um Metrocard para cada um de nós e. um para minha mãe, mas meu cunhado optou por pagar por passagem durante o primeiro dia porque como eles iriam embora 2 dias antes de nós pensou que o cartão para 7 dias não valesse a pena.

No final do dia ele estava arrependido, viu que mesmo não usando 2 dias do Metrocard teria saído mais em conta compra-lo a ter pago as passagens avulsas. Além do custo maior, ainda havia o tempo gasto em algumas estações para comprar os tickets na entrada, em quase todas havia filas.

⇒ A dica é, se vai ficar mais de 3 dias em New York não hesite em comprar o Metrocard 7 days unlimited, compensa sem dúvida nenhuma.

Como comprar o Metrocard

Não é nada complicado comprar o Metrocard nas estações ou nos aeroportos. As máquinas estão em lugares bem visíveis e são muito intuitivas, é só escolher o idioma de sua preferência e clicar nas opções que mais se adequam às suas necessidade em cada tela. É tudo touch screen.

Metrô de New York

Máquina para compra do Metrocard ou ticket avulso no aeroporto

1 – Escolha Get new card (Refil your card se for recarregar um cartão que já possui);

2 – Unlimited Ride (viagens ilimitadas de 7 ou 30 dias que é a nossa recomendação) ou Regular Metrocard (colocar um valor em créditos);

3 – Escolhendo Unlimited Ride que é nossa dica, é hora de clicar em 7 days ou 30 days;

4 – Na próxima tela escolha a forma de pagamento que pode ser em cartão de crédito ou débito. É preciso colocar um ZIP Code (CEP), use 00000 já que não é residente dos EUA;

5 – Pronto, seu Metrocard estará entregue juntamente com seu recibo.

Viu como é simples? Não tem como errar :).

Entendendo o metrô de New York

Vamos agora a parte que mais causa dúvidas entre os viajantes. Como funciona o metrô na cidade mais populosa dos Estados Unidos. Quase 5 milhões de pessoas usam o metrô de New York diariamente, mais de 40% da população nova-iorquina usa esse transporte para se locomover pela cidade.

Não é à toa que é raro entrar num vagão vazio e quando isso acontece pode ter certeza de que algo de errado está acontecendo. Nós caímos numa dessa quando fomos passar o Natal lá, éramos 10 pessoas, o trem passou e quando olhamos vimos um vagão completamente vazio no meio de uma tarde de um dia de semana, achamos estranho mas nada assim do outro mundo, inclusive outras 3 pessoas nos acompanharam.

Maaaaaaaas quando entramos e nos sentamos logo entendemos o motivo de estar vazio, havia um mendigo dormindo nos bancos no canto do vagão mas ele estava sujo de cocô!!! Isso mesmo, estava um cheiro insuportável, quando olhamos para o vagão da frente havia umas pessoas olhando pra gente pelo vidro das portas e sorrindo. Aquele vagão estava bem cheio mas conseguimos seguir para o de trás do nosso e passamos pra ele pelas portas que interligam os vagões. Todos do vagão olhando pra gente é claro kkkk.

⇒ Leia também Como ver o Natal em New York em 10 passos

Metrô de New York

Vamos voltar ao foco desse post que tem muita informação e pelo meio do caminho vão surgindo coisas e vamos nos empolgando!!!

Bom,  o metrô de New York divide Manhattan nos sentidos leste – oeste e norte – sul cobrindo 4 dos 5 distritos (boroughs) que formam a cidade: além de Manhattan supre Brooklyn, Queens e Bronx. As linhas são retas e praticamente não há baldeações como estamos acostumados a encontrar nos metrôs europeus.

Todas elas obedecem as nomenclaturas UPTOWN e DOWNTOWN, entendendo como é isso já é um bom começo para usar o metrô com mais segurança. As ruas de Manhattan são nomeadas por números, no sentido leste – oeste temos da 1st AVE a 11th AVE com algumas avenidas com nomes entre elas e no sentido sul – norte são numeradas de 1st ST até mais de 190 ST lá bem depois do Central Park que é o extremo norte da ilha.

UPTOWN – para quem precisar SUBIR as ruas, ou seja, se você estiver na 13st por exemplo, e quiser chegar à 53st precisa pegar o metrô no sentido uptown.

Metrô de New York

DOWNTOWN – para quem precisar DESCER as ruas, ou seja, para quem estiver na 53st e quiser chegar à 13st.

Metrô de New York

Assim, com o mapa impresso em mãos ou usando o app, depois de localizar a rua que está e a que precisa chegar, já dá pra saber o sentido.

Depois vem a questão leste – oeste. Essa parte é mais chatinha porque as linhas são separadas, umas poucas linhas nesse sentido possibilitam a baldeação de lado. Você precisa saber qual o lado estará seu destino para saber qual linha vai pegar, mesmo depois de saber se será uptown ou downtown.

Preste atenção ao mapa abaixo.

Veja as estações 23st e 14st. Elas têm 5 linhas cada, por isso é importante saber a localização do seu destino para ver qual linha passará mais perto dele.

Vamos simular uma situação. Você está no Washington Square Park e quer ir para Port Authority.

  • Pegará o sentido UPTOWN porque vai SUBIR da 14st para a 42st;
  • A linha será a azul e os trens A, C ou E. Você seguiria para a W 4st Wash Sq (localize no mapa) para pegar esse trem. Desceria na 4ª parada que é a estação Port Authority.

Viu como é? São 2 questões principais a serem levadas em conta antes de descer na estação: saber se vai SUBIR (uptown) ou DESCER (Downtown) e se irá para o LESTE ou OESTE antes de descer as escadas que dão acesso à estação.

Mas caso veja que desceu do lado errado, pode subir as escadas de volta e atravessar a rua porque do outro lado terá a entrada para a direção correta. E se ainda você só percebeu isso depois de ter entrado no trem, não se desespere, desça na próxima estação e mude de lado nela porque os trens passam lado a lado, basta subir ou descer uma escada (depende da estação) que você chegará ao outro lado e seguirá para a direção correta.

Uma coisa que ajuda a identificar se uma linda sobe ou desce ou se corta Manhattan no sentido leste-oeste é lembrar que as que são nomeadas por números transitam ou no lado leste (4,5 e 6) ou no oeste (1,2 e 3) e as que são nomeadas por letras no sentido norte-sul, são elas (algumas) que têm baldeações.

〉 A linha 7 foge dessa regra, pois ela cruza a ilha de um lado ao outro 

As linhas e por onde passam

Linhas 1,2,3 (vermelha) – passam por Tribeca, Village, Meatpacking District, Times Square, Broadway, Lincoln Center/ Columbus Circle) e chegam até Bronx

Linhas 4,5 e 6 (verde) – Battery Park, Broadway, Nolita, Lower East Side, Grand Central Station até a Lexington AVE

〉 A linha 6 é que cobre a região Museum Mile (MET, Guggenheim e Whitney)

Linha 7 (roxa)High Line Park, passa pela 42st e segue para o Queens

Linhas A,C e E (azul)Brooklyn direto para oeste de Manhattan, 8AV, Columbus Circle e lado oeste do Central Park. São muitas estações e como o percurso é bem longo, passam por muitas áreas de interesse.

Linhas B,D, F e M (laranja) – Brooklyn, Lower East Side, 6AV passando pelo Village, Empire State, Bryant Park e Rockfeller Center.

⇒ Leia também sobre Chinatown, Little Italy e sobre o hotel em Little Italy onde nos hospedamos.

Linhas N, Q, R e W (amarela) – essas andam um bocado, saem do Brooklyn e vão até a 42st na Times Square. Seguem para o Queens mas antes passam na 63st pelo lado leste.

Linhas J e Z (marrom) – Fazem Queens, Brooklyn e Manhattan

Linha Shuttle S (cinza) – vai da Grand Central a Times Square, é uma linha bem pequena que supre apenas esse trajeto de ida e volta.

Metrô de New York

Os trens da linha S são sempre pintados, chamam atenção e são todos bem novos

As linhas que são da mesma cor não fazem exatamente o mesmo trajeto, essas informações acima são alguns pontos principais que elas passam, mas cada uma tem seu trajeto e destino final diferentes. O uso do mapa impresso ou do aplicativo é imprescindível para não errar.

Informações importantes

No mapa você vai observar que há estações marcadas com bolinhas brancas e outras com bolinhas pretas, é uma sinalização para indicar as estações EXPRESSAS ou LOCAIS. Nas estações onde há bolinhas brancas, todos os trens param e nas marcadas com as pretas, apenas os trens locais. Ou seja, antes de entrar no trem, observe se ele é LOCAL ou EXPRESS, essa informação fica na frente do trem, quando ele se aproximar dá pra ver muito bem.

Caso você entre num trem EXPRESS e ele não parar na estação que você pretendia descer, saia do trem na próxima estação e pegue outro trem, você não irá pagar outra passagem se não sair da estação, mesmo que precise trocar de lado para pegar um voltando, mas atente para que seja LOCAL.

Trens EXPRESS: Linhas 2 e 3 (vermelha), A (azul), Q (amarela), 4 e 5 (verde), B e D (laranja)

O metrô de New York funciona 24 horas por dia, mas há algumas estações que fecham à meia-noite, mas estão sinalizadas.

Lembrando que New Jersey é outro município e não faz parte da MTA – Metropolitan Transportation Authority que é a operadora de transporte público de New York. Quem pretende ir para o outro lado do rio, pode usar o PATH que é um sistema de trem que parte da Penn Station e da Oculum, a estação ao lado do Memorial 11 de setembro. Nós usamos o PATH quando fomos conhecer a primeira Carlo’s Bake Shop que fica em New Jersey.

As estações e os trens

Sinalização

Metrô de New York

As estações de metrô de New York são muito bem sinalizadas, basta prestarmos atenção. Há placas por todos os lados e tendo entendido o sistema como um todo elas nos guiam com facilidade. As placas são padrão, sempre mostram o sentido a seguir UPTOWN – DOWNTOWN e as direções de cada linha que passam obedecendo o critério das cores que já ajudam muito também.

Metrô de New York

Além das placas padrão, ainda há os cartazes espalhados pelas paredes com informações periódicas, como avisos de reparos, alguma mudança de horário de determinada linda por motivos operacionais, então temos que ficar de olhos neles também.

Caso haja algum reparo a ser feito ou intercorrência avisos serão colocados nas estações, eles não economizam em informação, por isso, fique atento aos cartazes que estiverem nas paredes das estações assim como dentro dos trens.

Metrô de New York

Veja os cartazes embaixo da placa

Para quem não domina o inglês, usando um tradutor dá pra entender bem o que dizem, os textos não são complexos e sim muito informativos.

Segurança

Nós já andamos usando todas as linhas do metrô nova-iorquino e nunca passamos por nenhum incidente relacionado à segurança, tampouco presenciamos nenhuma situação do tipo. Pegamos metrôs bem tarde a noite chegando no Queens à meia-noite, estávamos com nossos filhos e não tivemos nenhum receio.

Estrutura/ visual

Há estações sujas, bagunçadas (as dos Brooklyn são as piores na minha opinião) mas também há outras muito interessantes como a City Hall e a mais recente Oculum. Muitas delas têm painéis de variados materiais como também as sinalizações estão fazendo parte da ambientação. Em outras há até esculturas de bronze espalhadas em lugares até inusitados.

Há bancos ao longo das plataformas mas claro que não são suficientes para todos ficarem sentados. Variam entre bancos antigos de madeira a bancos de ferro.

Para quem não domina o inglês, usando um tradutor dá pra entender bem o que dizem, os textos não são complexos e sim muito informativos.

Na 42 sempre tem muitos artistas se apresentando, músicos tocando, as pessoas param para ouvir, fotografar, dançar e claro deixam umas moedas no chapéu que está estrategicamente colocado à frente de quem está se apresentando.

Metrô de New York

Como já comentamos no começo, é raro encontrarmos um trem vazio ou com pouca gente, mas dependendo do horário conseguimos sentar do início ao fim do trajeto. Todos são climatizados, há trens muito bem conservados e mais limpos e outros nem tanto, mas nunca entramos num vagão que tivesse assentos quebrados ou qualquer tipo de problema de estrutura interna.

O que acontece é ter alguns com as paredes riscadas, pintura antiga mas quebrado nunca. É um meio de transporte muito funcional e eficiente.

Metrô de New York

Temos a intenção de quando voltarmos à New York fazermos um tour pelas estações, entrar e sair delas com um olhar de observação, porque mesmo sem fazermos isso percebemos tanta coisa interessante, imagine quando focarmos nisso!

Finalizando

Bom gente, tomara que esse miniguia ajude aos viajantes a usarem o metrô de New York que inicialmente parece uma coisa difícil, complicada mas na verdade depois que entendemos como funciona o uso torna-se fácil. Quando vamos com nossos filhos eles assumem e são nossos guias nesse assunto, adoram definir a estação e o trem :). Fizemos isso todas as vezes que estivemos juntos por lá e eles aprenderam rapidinho.

Nosso filho do meio – José Ricardo – passou 1 mês em New York estudando inglês quando tinha 16 anos, a casa e a escola eram no Queens e ele usou o metrô em 100% dos deslocamentos para Manhattan e todos os passeios que fez. Esse ano (2019) será a vez do caçula que ficará o mesmo tempo, estudará na mesma escola e também ficará numa casa no Queens e estamos tranquilos quanto ao uso do metrô. Ele levará um Metrocard que compramos ano passado que ainda está válido :).

Metrô de New York

Comprei esse cartão em outubro de 2018, meu filho vai levá-lo para recarregar e julho de 2019

⇒ Leia também Um intercâmbio não é apenas o idioma

Para salvar no Pinterest

Metrô de New York

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube, Pinterest e no Google+.

Para programar sua viagem, veja o que você pode fazer sem sair aqui do blog

Reservar hotel pelo Booking;  Comprar seu seguro viagem com a Seguros PromoAlugar seu carro com a RentCars; Comprar seu chip pré-pago para os EUA e Europa na Easy Sim 4U e fazer câmbio na MelhorCâmbio.