Como ainda não havia escrito um post sobre o Palácio de Versalhes gente? Percebi que ainda não tinha registros de nossa visita aqui no blog quando resolvi participar de mais uma blogagem coletiva de uma grupo de blogueiros do Facebook. O tema dessa vez é Patrimônios da UNESCO.

Fui conferir os que havíamos visitado e os que já estavam na lista da blogagem, resolvi então falar sobre o Palácio de Versalhes. Aqui, fotos de viagens nos meses de julho, agosto e outubro, por isso vocês irão ver fotos com dias lindos, outras com um céu nublado e outras com um lindo céu azul.

Só explicando para quem não sabe o que significa Blogagem Coletiva. É uma reunião de vários blogs que escolhem um tema comum e uma data para publicarem juntos e no final do post todos colocam os links dos blogs participantes, assim o leitor tem acesso mais fácil a vários relatos sobre o mesmo tema. Muito legal né?

palacio-de-versalhes-banner

Outras blogagens coletivas que já participamos:

Perrengues e viagens
Museu de História Natural de Viena – #MuseumWeek
Top 5 de nossa wish list de viagens em família
Melhores viagens em família
Instituto Ricardo Brennand – #MuseumWeek
Viajando com as crianças pelo Brasil
Natal em New York
Bebidas pelos mundo: roteiro etílico com 4 tipos de bebida
Paço do Frevo: espaço exclusivo dedicado do ritmo pernambucano – #MuseumWeek
Viajando na crise. O que fazer em Las Vegas de graça
Viajando e aprendendo junto com os filhos
Como é New York na primavera

E o que é ter o título de Patrimônio Mundial da Humanidade? É um reconhecimento da UNESCO após uma avaliação dos lugares, sejam culturais ou naturais, e quando recebido o reconhecimento, o sítio, como são chamados os lugares, passam a ter maior garantia de conservação e preservação. Esse status é concedido pela relevância nos âmbito cultural, histórico, natural ao qual se enquadra cada um.

São vários espelhados mundo afora, a lista é atualizada anualmente após análise por parte dos membros. E o Palácio de Versalhes faz parte dessa lista com louvor, o que ele abriga não poderia estar de fora dessa classificação.

palacio-de-versalhes-21

Sua construção foi iniciada pelo rei Luís XIII no séc. XVII e depois seu filho, o também rei Luís XIV reformou o palácio e transformou-o na sede da Corte da França em 1682. Porém, com a Revolução Francesa em 1789 o rei foi deposto e em 1830 foi transformado em Museu da História da França por ordem do então rei Luís Felipe.

Seu interior mostra o absolutismo real e a arte clássica francesa. Impossível caminhar pelo Palácio de Versalhes e não se admirar com a suntuosidade e exagero, sim exagero, ostentação, riqueza e muita beleza também, associada à peças de arte que estão expostas nas paredes de vários salões e aposentos reais.

palacio-de-versalhes-8

palacio-de-versalhes-26

O Palácio de Versalhes é dividido em partes, os jardins, o Palácio, o Grand Trianon e o Domaine de Maria Antonieta que na verdade ficam muito próximos, o refúgio de Maria Antonieta fica no Petit Trianon.

Vamos mostrar um pouco de cada um deles.

Jardins

palacio-de-versalhes-jardins

A pedido do rei Luís XIV, os jardins começaram a ser construídos em 1661 por André Le Nôtre. Para o rei, eles tinham a mesma importância do palácio. Foram quase 40 anos para ser finalizado.

É um dos grandes destaques da visita ao Palácio de Versalhes.

Para passear por ele pode-se alugar um carrinho elétrico ou ir no trenzinho que custa € 7,50 por pessoa. Quem tiver disposição pode ir caminhando por onde quiser.

palacio-de-versalhes-jardins2

palacio-de-versalhes-5

Grand Trianon/ Domaine de Maria Antonieta

palacio-de-versalhes-trianon

Prédio construído em 1687  por Luís XIV, foi morada da rainha Maria Leszczinka por um bom tempo. Também e rodeado por lindos jardins e em seu interior há um salão de espelhos, bem menor do que o do Palácio principal mas muito bonito.

palacio-de-versalhes-trianon3

palacio-de-versalhes-trianon2

Aposentos reais

palacio-de-versalhes-27

Salão de espelhos

Palácio

palacio-de-versalhes-17

Hoje um museu que abriga além do mobiliário real francês um maravilhoso acervo de obras de arte de pintores dos sécs. XVII e XVIII.

São 700 quartos, 1250 lareiras, mais de 60 escadas, 2153 janelas e uma área de 700 hectares ao seu entorno. Grandiosidade não falta, não só nesses números mas na riqueza, muito ouro e mármore foram usados para suprir o luxo da família real.

palacio-de-versalhes-10

palacio-de-versalhes-15

palacio-de-versalhes-13

Salão de Apolo

palacio-de-versalhes-9

Quarto da rainha

Foi morada de Maria Tereza de Espanha, esposa de Luís XIV, Maria Leszcynka e seu esposo Luís XV e Maria Antonieta esposa do rei Luís XVI.

Na famosa Galeria dos Espelhos foi assinado o importante Tratado de Versalhes. O espaço tem o teto em forma de arco revestido por 17 espelhos que refletem as várias janelas. É muito procurado pelos turistas que entram no Palácio. E não era pra menos…

palacio-de-versalhes-25

palacio-de-versalhes-24

A Capela do Palácio é outra grande atração muito visitada.

palacio-de-versalhes-23

Dicas

Para quem vai com tempo e/ou crianças, é muito interessante comprar o ingresso com o audio-guia, está disponível em 11 idiomas.

palacio-de-versalhes-16

Letícia com o audio-visual, assim ela pode entender melhor as peças e espaços

Os jardins em frente e ao redor do Palácio são lindos sempre, seja num dia de sol ou com céu nublado. São tão bem cuidados que parecem artificiais.

palacio-de-versalhes-3

palacio-de-versalhes-22

É impossível mostrar detalhes do Palácio de Versalhes todo, a visita completa dura 1 dia inteiro, quem não tiver muito tempo, sugiro concentrar a visita ao castelo e aos jardins e numa próxima viagem à Paris não custa voltar lá e conhecer o resto e claro que voltar a entrar no castelo para ver o que não conseguiu na primeira visita.

Como chegar

palacio-de-versalhes-1

De trem – Pode pegar o trem na estação Paris Saint Lezare e descer na Versailles Rive Droite

OU partir da estação Paris Montparnasse e descer na Versailles Chantiers.

RER C  – Para em 2 estações em Versailles: Versailles Chantiers e Versailles Rive Gauche. Pode pegar em Paris nas estações de Saint Michel – Notre Dame, Musée d’Orsay, Invalides, Pont d’Alma, Champs de Mars Tour Eiffel.

A estação  Versailles Rive Gauche é mais próxima do castelo, para descer nela, pegue o RER C5.

Atente aos horários porque dependendo os trens podem ter como destino final outras cidades. Antes de escolher, confira no site da RER.

De ônibus – A empresa Paris City Vision faz o trajeto e o ticket da visita já está incluído.

Tickets

Passport – acesso ao palácio, jardins e aposentos de Maria Antonieta – € 25

Palace Ticket – acesso às principais áreas do castelo + audio-guia – € 15

Há outras opções, esses são os mais procurados.

Mais informações: Chateau Versailles

Deu pra entender porque o Palácio de Versalhes é o ponto turístico mais visitado da França superando o Museu do Louvre e a Torre Eiffel?

palacio-de-versalhes-7

Lista dos blogs participantes da blogagem coletiva

Acompanhem a #patrimoniosunesco e veja todas as publicações nas redes sociais.

– Viajonários – Patrimônios Mundiais da UNESCO em Londres
– Lolepocket – Explorando o melhor das ilhas gregas: um dia em Delos
– Foco no Mundo – Patrimônios Mundiais da UNESCO no Brasil
– Destinos por onde andei… – Salvador, Patrimônio Mundial da UNESCO
– Mariana Viaja – Conjunto da Pampulha, novo Patrimônio Mundial da UNESCO
– Pegadas na Estrada – 15 Parques Nacionais Patrimônios da UNESCO que você precisa conhecer
– Família Viagem – Patrimônio Mundial da UNESCO: Estátua da Liberdade
– Viagens que Sonhamos – Pampulha
– Pequeno Grande Mundo – Patrimônios Mundiais da UNESCO em Malta
– Viagens Invisíveis – Os inacreditáveis templos de Angkor, Camboja
– Mineiros na Estrada – O que ver e fazer em Machu Picchu
– Outro blog – Chapada dos Veadeiros | Alto Paraíso de Goiás
– Mochilão Barato – Missões Jesuítas no Paraguai
– Asas pra que te quero – Castelos da Inglaterra: a história sombria da Torre de Londres
– Vaneza com Z – Patrimônios na Humanidade em Portugal: Sintra e Porto
– Trilhas e Cantos – Patrimônios da Unesco no País de Gales: Castelos e Fortificações do Rei Eduardo I
– Projeto 101 Países – Persépolis: a joia preciosa do Irã
– Volto Logo – Patrimônios Culturais da UNESCO para conhecer na América Latina
– Atravessar Fronteiras – Ouro Preto: perfeita aliança entre história e modernidade
– Uma Senhora Viagem – Olinda, Linda cidade, Lindo patrimônio
– Coordenadas do Mundo – 8 Patrimônios da Humanidade para visitar na Austrália
– Olhares pelo mundo – Cidade Histórica de Ayutthaya: Patrimônio da UNESCO a um pulo de Bangkok
– Trippolis – Distrito Histórico de Quebec
– Viviendo en el México Mágico – México e a UNESCO!
– Devaneios de Biela –  Fortaleza de Suomenlinna: Patrimônio Histórico em Helsinki
– De Mochila e Caneca – Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!
– Ligado em Viagem – Hierápolis-Pamukkale, lindo Patrimônio Mundial da Unesco na Turquia
– Por aí com os Pires – Foz do Iguaçu – Parque Nacional do Iguaçu
– Apure Guria! – 5 dicas para visitar o Angkor no Camboja
– E aí, Férias! – Ouro Preto, a cidade patrimônio cultural da UNESCO e ponto focal da Estrada Real
– Virando Gringa – Cidade Proibida – Patrimônio Mundial da Humanidade na China
– Tá indo pra onde? – Patrimônios da UNESCO na Alemanha
– Na dúvida, embarque – Itália: o país com mais Patrimônios da Humanidade
– Destino Mundo Afora – Cinco patrimônios mundiais da Unesco para visitar no Brasil e Estados Unidos

Visita ao Palácio de Versalhes

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube, Pinterest e no Google+.

Para programar sua viagem, veja o que você pode fazer sem sair aqui do blog

Reservar hotel pelo Booking;  Comprar seu seguro viagem com a Seguros PromoAlugar seu carro com a RentCars; Comprar seu chip pré-pago para os EUA e Europa na Easy Sim 4U e fazer câmbio na MelhorCâmbio.