Mesmo depois das mudanças com relação à segurança nos aeroportos, muita gente ainda não assimilou as regras. Presenciei algumas situações e coletei relatos com outros viajantes e vou listar aqui o que ainda aconcete no raio-x do aeroporto antes do embarque, como é o comportamento dos passageiros em suas viagens. Acreditem que é um lugar onde acontece de tudo (ou quase).

Coloquei a enquete em alguns grupos sobre viagens no Facebook e recebi relatos muito engraçados, outros bizarros, outros inacreditáveis. Como também algumas situações inusitadas. Com certeza essa lista vai dar um alerta em muita gente :).

Algumas pessoas me autorizaram a mencionar seus nomes, outras não se manifestaram, então, em alguns relatos eu não colocarei nomes.

Objetos quase impossíveis de serem liberados

Vou começar com esse tipo porque foi o que me chamou atenção para escrever esse post.

Tem aqueles objetos que TODO MUNDO DEVERIA SABER que não podem embarcar na mala de mão de jeito nenhum certo? Eles TÊM QUE SER DESPACHADOS. Pois então, eu fico boba com o que já presenciei nas filas de raio-x gente!

Faca elétrica

Sabem aquelas facas elétricas que as ‘serras’ são de encaixe? Estávamos embarcando de New York para o Brasil na volta de uma viagem com as crianças, e na minha frente na fila do raio-x estava uma senhora de uns 55 anos tentando embarcar com as serras da faca elétrica que tinha comprado, pode isso? O agente todo sério dizendo a ela que teria que deixar e ela queria a todo custo convencê-lo de que não iria fazer nada com as serras, “as serras são da minha faca elétrica moço”, ela dizia num inglês bem ruinzinho. O agente começou a rir da situação, chegou a mostrar as serras para o outro que fica sentado diante do computador e fez o gesto de degolar com as mãos kkkk.  E claro que as serras ficaram e a senhora saiu da fila reclamando.

Foto Google

Foto Google

Prato de vidro para microondas

Acreditem que no mesmo voo do caso acima, a pessoa atrás de mim na fila estava com um prato de vidro para microondas e queria passar com ele. Mas essa nem tentou argumentar, quando o agente pediu que ela retirasse da bolsa, pela cara que ele fez pra ela era visível que não tinha o que se dizer.

Foto Google

Foto Google

Estilete

Ricardo e eu estávamos embarcando em Recife para uma viagem de final de semana para São Paulo e no raio-x ao lado do que estávamos, um rapaz levava 2 estiletes dentro da mochila. Quando tiraram a pedido da agente ele disse que iria usar na ‘obra’. Eram 3 rapazes que estavam viajando juntos e pelo que deu pra entender, eram pedreiros ou marceneiros.

Relatos de outros viajantes

Panela de pressão

Foto Google

Foto Google

Furadeira e jogo de brocas de vários tamanhos

Relato de Maria Cristina Arantes

Foto Google

Foto Google

Faqueiro completo

Comprado de última hora, a viajante colocou o faqueiro na mala de mão e foi barrada.

Spray com inseticida

A viajante estava na fila e viu que a pessoa que estava a sua frente tentava embarcar com um spray, ficou desolada ao ter que deixar na caixa de coleta que fica ao lado do raio-x.

Refrigerante

Uma viajante presenciou uma pessoa tentando embarcar com uma Coca-Cola de 2litros em Miami.

Detergente para louças

Na fila para um voo internacional uma moça queria embarcar com 10 frascos de detergente para louças e alegava que era alérgica aos produtos nacionais.

Foto Google

Foto Google

Removedor de esmaltes

Uma viajante ia voar da Itália pra Espanha e não pode embarcar com o removedor de esmalte da marca Sephora, antes de viajar ela verificou se tinha menos de 100ml, mas a questão foi que ele tem na embalagem o símbolo de produto inflamável :).

raiox1

Objetos que não sabemos porque são barrados

Coleção de perfumes com menos de 100ml

Uma viajante estava embarcando com a filha pra Irlanda e a coleção de miniaturas das princesas que tinham menos de 100ml foram barrados pelo agente, como estavam muito em cima do hora do voo, ela não questionou.

Arco e flecha de plástico (brinquedo)

Saindo de Paris com a filha, a família havia comprado um arco e flecha da Valente, uma princesa Disney de brinquedo e tiveram que deixar porque o agente argumentou que era uma arma em potencial. Relato de Lívia Renata Oliveira. Mas a filhinha dela ganhou outra quando chegou em casa, chorou tanto que a mãe teve pena :).

Outra viajante trouxe outro tipo de arco e flecha de brinquedo, também de plástico. Não teve problemas ao embarcar de Tel-Aviv pra cá, mas no voo de São Paulo para Fortaleza, ela teve que deixar os brinquedos. Ela estava com as notas fiscais das lojas de brinquedos e mesmo assim teve que deixá-los pra trás.

Foto Google

Foto Google

Conjunto de talheres infantil

Num voo entre Fortaleza e Salvador, uma viajante teve que voltar para despachar um conjunto de talheres infantil, ela disse que todas as pontas eram arredondadas. Relato de uma viajante e de Sut-Mie Gilbert do blog Viajando com pimpolhos que teve que deixar os dela.

Foto Google

Foto Google

Objetos que não sabemos como embarcam

Arma de chumbinho

Um casal no desembarque foi encaminhado para a revista porque levavam uma arma de chumbinho para o filho caçar passarinho, o agente explicava a proibição e eles choravam porque queriam dar o ‘brinquedinho’ para o filho. Relato de Marcia Cristina Golçalves.

Mas como conseguiram embarcar gente? Essa cena foi vista do desembarque, de onde esse povo vinha que conseguiu levar isso no avião?

Foto Google

Foto Google

Objetos que geram estresse por motivos variados

Embalagens em formatos diferentes

Não deixaram passar uma embalagem de shampoo em formato de lâmpada. O agente pegava a embalagem com o maior cuidado, usou luvas, passou vários produtos e não liberou, o shampoo teve que ficar. O que deu pra entender foi que a questão não foi a quantidade de líquido e sim o formato da embalagem.

Foto Google

Foto Google

Balões de gás Hélio

Fizeram a viajante secar o balão porque o comandante disse que poderia estourar dentro do avião e assustar os outros passageiros.

Narguilé

A viajante comprou um Narguilé para usar como decoração, mas ao embarcar na Turquia não acreditavam o motivo da compra, vasculharam as bolsas à procura do fumo. Relato de Patricia Barrios .

Quando eu for pra Turquia quero comprar um também:).

Foto Google

Foto Google

– A sogra da viajante estava com uma arma de brinquedo NERF. Claro que abriram e foram revistar, ainda ficaram discutindo se iriam liberar ou não, mas no final deu tudo certo e a senhora seguiu com o brinquedo. Relato de Mônica Paranhos.

raiox20

Foto Google

 

Situações inesperadas

– O esposo da viajante fez um reparo no puxador da mala e esqueceu dentro do forro uma chave de fenda. Eles estavam em São Paulo quando a mala foi retida e perguntaram se havia uma chave de fenda dentro e eles disseram que não. E eis que quando viram no raio-x estava lá, abriram uma parte do forro e tiraram a chave e conseguiram embarcar. Relato de Lorrayne Paes. Saíram caladinhos e sem graça kkkkk.

– Em uma viagem em família para a Itália, a filha do casal estava levando dois garfos para fazer pulseirinhas de plástico, os pais não sabiam. E em outra viagem, em Porto Alegre, o pai estava viajando com a mochila da escola da filha e dentro havia uma tesoura. Relatos de Monica Aguiar.

– A viajante estava no Peru voltando pra o Brasil, quando foi passar pelo raio-x estava com uma necessarie na mala de mão com dois protetores solares, dois repelentes e uma lâmina. Quando foi passar a máquina acusou, a primeira reação dela foi tirar a lâmina, mas o agente liberou e disse que tirasse os repelentes. Ela tirou e ele jogou fora. Eram repelentes infantis, com as embalagens bem ilustradas. Ela não entendeu a lógica, a lâmina ficou kkkk.

– Em Congonhas, na hora do embarque a agente pergunta se tem uma faca na mala, a viajante responde que não, e a agente pede autorização educadamente para revistar a mala. O que é permitido. E para surpresa da dona da mala, havia uma faca bem guardada num compartimento de uma tábua de corte que ela havia comprado na viagem, ela não sabia da existência dessa faca. Relato de Luciane Aquino do blog Vou Viajar.

– Numa viagem para os EUA, a viajante se programou pra fazer as unhas durante o voo, levou todo o kit pra isso (acetona, alicate, tesoura de unha, esmalte) e a amiga que viajava junto levava apenas uma tesoura de unha. O kit passou tranquilamente mas a tesoura da amiga foi retida.

– Uma brasileira que mora na Eslovênia viajou para Berlim para visitar uma amiga, na ocasião levava apenas uma mala de mão carregada de guloseimas brasileiras (farinha de mandioca, goma pra tapioca, goiabada) porque havia acabado de voltar do Brasil e queria presentear a amiga. E pra surpresa dela, só a goiabada foi retida porque a embalagem era de vidro, os demais produtos, que poderiam até serem confundidos com drogas, foram liberados sem contestações.

– Numa viagem em família para os EUA, na bolsa de um dos membros da família havia uma bateria daquelas quadradas, pequenas que chamou a atenção dos agentes. Depois de muita revista em todas os outros volumes dos viajantes, foram liberados. O agente argumentou que aquele tipo de bateria poderia acionar uma bomba, mas terminou liberando o embarque. Relato de Mariane Werneck.

raiox18

Situações engraçadas e/ou bizarras

– Antes de todo esse controle nas esteiras de raio-x nos aeroportos, uma funcionária da extinta Varig presenciou uma situação que eu não consigo imaginar…uma pessoa entrou no avião com uma cobra dentro de uma sacola plástica de supermercado!!! Relato de Sandra Mazzafera. 

Como assim? Ainda bem que perceberam e pediram que o cidadão se retirasse do avião. Eu teria desmaiado se estivesse nesse voo kkk.

– Um casal vinha de Miami, cada um trazia um notebook na bagagem de mão. O agente do aeroporto era um sujeito estranho, muito alto e com um tapa olho. Quando passaram pelo raio-x apitou e outra agente o avisou. Chamou o casal para sairem da fila, inspecionou a bagagem da mulher, o marido ainda estava sem sapatos. O agente mandava ele voltar para pegá-los na esteira, mas ele não entendia e voltava pra o final da fila e a esposa de longe fazendo sinais avisando o que fazer. Até que o marido gritou “o que esse filho da mãe quer que eu faça?”e ela respondeu “que você pegue suas coisas e suma daqui” kkkkk. Relato de Jane Ortiz. Às vezes ficamos tão tensos com o procedimento que parece que estamos sempre fazendo alguma coisa errada né?

– Viram um pessoal tentando embarcar com um bicho preguiça no aeroporto em Salvador!!!

raiox15

Foto Google

– Em Amsterdam, uma família foi muito revistada, pediram até pra todos abrirem as bocas. As maquiagens foram liberadas, os perfumes do Duty Free, água e comida da criança maaaas as 2 garrafas de água benta que haviam comprado no Vaticano foram retidas. A mulher deu uns gritinhos, explicou o que eram e o agente se compadeceu a devolveu as garrafas que já estavam no lixo e ainda os desejou boa viagem.

Há casos que vale a pena tentar né?

– Numa viagem pra China, no aeroporto de Xangai, pediram pra os pais de uma criança de 1 ano e 4 meses abrirem a boca dela para revistarem.

Pode isso?

– Num voo de Edimburgo pra Londres, um casal foi abordado para dar explicações sobre uma caveira Celta que estava na bagagem de mão. No raio-x a réplica ficou ainda mais perfeita kkkk. Depois que explicaram, o agente sorriu e ainda disse “Nice!”. Relato de Silvia SK.

raiox2

– Um agente perguntou a uma mulher na fila se ela estava carregando uma arma na mala, e ela disse que não e perguntou por que? Ele disse que no raio-x acusava um objeto parecido com uma arma. Ela consentiu que ele revistasse a mala e quando viu se tratava de um babyliss. Mas o pior foi a cara que o agente fez, deu a entender que era um ‘objeto íntimo de prazer’….

É cada coisa kkkkk.

– Mas aconteceu de outra viajante presenciar algo semelhante na fila, a pessoa que estava passando antes dela teve que abrir a bolsa porque na hora que o agente tocou nela, alguma coisa vibrou dentro e ele teve que abrir, e não é que era um vibrador mesmo? Imaginem a cara da pessoa??? Relato de Fernanda Martins.

Gente, na boa, cada um tem suas necessidades, mas pelo amor de Deus, por que essa pessoa não despachou esse troço? Eu não correria esse risco jamais!!!!

raiox17

Situações que só acontecem com crianças

– No aeroporto de Amsterdã o oficial pediu para revistar o filho de uma viajante, ele tinha 4 anos, o agente se ajoelhou na altura da criança e com gestos pediu que ele abrisse os braços, e o menino não teve dúvida, abraçou o oficial! Fofo demais né?

– Voltando de Paris com o filho de 4 anos, a família passou pelo detector de metais e apitou. Ele estava com uma moeda no bolso. O agente chegou perto, ajoelhou-se e abriu os braços. O que a criança fez? Deu um abraço no agente. Abraços dados, o agente fez a devida revista e liberou a família.

Fato inacreditável

– Uma viajante presenciou um roubo no raio-x. Um notebook foi levado na cara de pau. Ela viu quando a pessoa pegou o computador mas não sabia que era um ladrão, depois foi que percebeu o que tinha havido.

Fora do raio-x mas que chamou atenção

– Não foi no raio-x mas no balcão de checkin da TAM nos EUA, uma pessoa pediu à atendente uma identificação para a sacola de mão, mas antes de entregar a funcionária pediu pra ver a bagagem, quando viu havia uma tampa de vaso sanitário kkkk. Foi motivo de risadas na fila. Coisas de brasileiro em épocas de dólar mais baixo né? Relato de Lívia Renata Oliveira.

raiox19

Mas confesso que eu trago um bocado de troço dos States kkk, não vou mentir, aqui no blog tenho vários posts com dicas do que já comprei por lá :).

Alguns posts sobre compras nos Estados Unidos:

Coisas pra casa
Yonanas, máquina pra fazer sorvete
15 produtos para casa por menos de U$ 20 cada
Tide to Go
10 produtos de supermercado por menos de U$ 9 cada
Produtos para casa
Onde e como comprar papel de parede
Peças para decoração

Fiquei muito surpresa com muita coisa que recebi, situações que eu nunca imaginava que poderiam acontecer. E dá pra perceber que essa questão do que pode ou não embarcar na mala de mão depende muito do país de embarque e do destino. No Panamá por exemplo, quando vamos embarcar para os Estados Unidos a inspeção é super severa, já quando estamos de volta, não passamos pelo raio-x no Aeroporto de Tocumen, acho que pra eles como estamos vindo dos Estados Unidos, a inspeção feita por lá já serve.

Como também depende do agente, eu mesma já embarquei com um alicate de unhas que estava na minha bolsa e eu não percebi, vi quando fomos tomar um café antes do embarque e fui pegar minha carteira, tinha certeza de que iria perdê-lo da esteira, mas que nada, passou numa boa, e era um voo internacional.

No final das contas o que vale é o bom senso, sabemos das regras, entendemos os motivos e cabe a nós passageiros, tomarmos as providências antecipadamente pra não causarmos transtornos das filas. Tem coisa mais chata do que estar na fila e o passageiro à frente tentando burlar as normas, argumentando o que não tem desculpa? E aqueles que teimam em passar com cinto, chaves, ai, fico doente quando isso acontece comigo. Esse é um dos pontos que penso antes de escolher a roupa que vou viajar. Nada de cinto, sapato sem zíper, até pulseira eu deixo na bolsa e coloco depois.

Tenho certeza que existem muitas histórias a serem contadas sobre esse assunto. Quem topa contar pra gente? O espaço de comentários está aqui pra isso. Participem 🙂

*A imagem em destaque nesse post foi usado do site FreeImages.com, as que estão sem legenda foram enviadas pelos viajantes que enviaram relatos.

Situações inacreditáveis (ou quase) que acontecem nas filas nos raio-x nos aeroportos. Alguns que presenciamos e outros contados por viajantes.

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube, Pinterest e no Google+.

Para programar sua viagem, veja o que você pode fazer sem sair aqui do blog

Reservar hotel pelo Booking;  Comprar seu seguro viagem com a Seguros PromoAlugar seu carro com a RentCars; Comprar seu chip pré-pago para os EUA e Europa na Easy Sim 4U e fazer câmbio na MelhorCâmbio.