Depois de mais de 10 anos frequentando Maragogi, vou contar pra vocês tudo que sei sobre as famosas piscinas naturais que são as atrações mais comentadas pelos viajantes que passam alguns dias por lá. Muita coisa mudou e achei pertinente contar os detalhes de cada passeio e mostrar o porquê de serem tão procuradas.

Piscinas naturais

São 3 principais: Galés, Taocas e Barra Grande.

Para ir a qualquer uma delas é necessário entrar em contato com um receptivo, há vários em Maragogi e em Maceió que oferecem serviços de transporte para ss piscinas, e no caso dos de Maceió, o passeio dura o dia todo no sistema de bate-volta.

Não é necessário estar hospedado em Maragogi, estando na capital pode-se pegar um ônibus ou micro-ônibus que deixam o turista nos receptivos, ficam aguardando o passeio e os levam de volta.

Estando em Maragogi, além dos receptivos, pode-se contratar direto nos hotéis que têm parcerias com essas empresas, outros possuem lanchas para aluguel e ainda há vários agentes que ficam oferecendo os passeios na orla da praia ou ainda nas entradas da cidade. Só não vai quem não quer.

Piscinas naturais

Barra Grande

Vou começar por essa por ser a mais distante de Maragogi. Mas mesmo assim é bem perto, fica a menos de 20 minutos de barco.

As piscinas de Barra Grande ficam em frente à praia de mesmo nome, que está a 5 minutos de carro de Maragogi, de onde partem a maioria dos catamarãs e lanchas.

Piscinas naturais

As piscinas têm águas cristalinas e muitos corais. É possível ver peixes nadando mesmo sem máscara de mergulho. Mas claro que levando uma mais um snorkel, a visão é bem mais bonita.

Piscinas naturais

Com a maré bem baixa, a água pode chegar até a altura da cintura, o que possibilita caminhar com tranquilidade sem a necessidade de ficar nadando o tempo todo.

Além dos catamarãs, há um limite de 4 lanchas de receptivos ou hotéis por dia, particulares não há limite, mas essas precisam estar dentro das mesmas normas de segurança das de aluguel.

Taocas

Ficam exatamente em frente à cidade de Maragogi. Depois das Galés, são as mais visitadas, mas muitos turistas pensam estar na outra. Infelizmente, alguns barqueiros levam os turistas para Taocas sem explicarem que não são as Galés.

Isso acontece porque há um limite diário de 1.000 pessoas que podem ir às Galés. Há catamarãs registrados para esse passeio e os demais que não são, levam para as outras. São tão lindas quanto, mas têm menos peixes nadando por perto e com isso, são menos badaladas.

Piscinas naturais

Além dos catamarãs, há um limite de 4 lanchas de receptivos ou hotéis por dia, particulares não há limite, mas essas precisam estar dentro das mesmas normas de segurança das de aluguel.

Piscinas naturais

Galés

Essas são as mais famosas, badaladas e comentadas das piscinas naturais que fazem do litoral de Maragogi tão procurado.

Além do banho delicioso, os peixes completam o visual. Eles ficam passando por perto dos banhistas. Estão acostumados com o movimento e não se incomodam com os turistas que sempre estão por lá.

Piscinas naturais

Piscinas naturais

Esse de amarelo é um instrutor de mergulho. Vejam como os peixes chegam perto dos banhistas.

Nas Galés há sempre muitos catamarãs e lanchas particulares que ficam num espaço separado.

Não há limite de quantidade dessas lanchas, mas assim como nas outras piscinas já mencionadas, precisam estar destro dos padrões de segurança exigidos pela capitania e obedecer às normas de preservação do local.

Piscinas naturais

Informações gerais

1 – São formações de corais que com a maré baixa têm piscinas naturais;

2 – O horário do passeio é diretamente ligado à tábua das marés, só acontece quando a maré está baixa, pode ser pela manhã ou à tarde;

3 – Hotéis e receptivos fazem o passeio;

4 – Lanchas particulares também podem ser contratadas;

5 – Para parar em qualquer uma delas, é preciso que a embarcação tenha coletes salva-vidas e o número de tripulantes adequado para o modelo dela;

6 – O valor por pessoa fica em torno de R$ 75,00 a R$ 90,00 nos catamarãs;

7 – O aluguel de uma lancha custa em média R$ 400,00/hora, há modelos que levam entre 6 e 12 pessoas.

8 – O passeio dura em torno de 2:30h;

9 – É proibido bebida alcoólica e qualquer tipo de alimento (refrigerante e água estão liberados);

10 – É proibido dar ração aos peixes;

11 – É proibido ficar em pé nos corais;

12 – Não há bancos de areia para apoio, o passeio é todo dentro d’água;

13 – Pode-se contratar mergulho com ou sem cilindro acompanhados por um instrutor. O valor varia entre R$ 90,00 e R$ 300,00 por pessoa, depende do tipo.

14 – Pode-se contratar os serviços de fotos aquáticas, variam entre R$ 100,00 e R$ 120,00 um pacote de 15 fotos.

Nossa opinião

Nós já fomos várias vezes em todas elas ao longo desse tempo que temos casa em São Bento, uma vila do município de Maragogi.

Como estamos sempre por lá, no mês de janeiro preferimos dias de semana porque são mais calmos, mas durante os outros meses do ano vamos nos finais de semana. Evitamos os feriados prolongados porque sempre estão bem cheias de turistas.

Atualmente esse passeio está muito bem organizado, com o limite de pessoas tornou-se bem mais interessante.

Piscinas naturais

Com a preocupação do controle ambiental, as providências tomadas tornaram as piscinas naturais de Maragogi um passeio perfeito para quem gosta de praia e de curtir as belezas da natureza marinha.

As crianças ficam deslumbradas com os peixinhos e os adultos encantados e loucos pra registrarem em muitas fotos o que estão vendo.

Mesmo sem contratar um instrutor para mergulho, é possível ver com tranquilidade os coloridos moradores nativos pra lá e pra cá, batendo nas pernas de quem está passando…

Não esqueçam

– Antes de programar a viagem para Maragogi, dêem uma olhada na tábua das marés, ir até lá sem visitar pelo menos uma das piscinas é um pecado;

– Quem tiver máscara e snorkel, não deixe de colocá-los na mala, são imprescindíveis;

– Levem sapatilhas próprias para o mar, mesmo sem poder ficar em pé nos corais, muitas vezes pode-se pisar sem querer num ouriço ou em pequenos pedaços dos corais que se desprendem;

– Quem não tiver câmara à prova d’água ou capa para celular, não deixe de comprar uma câmara descartável com essa função, as fotos aquáticas são um show à parte;

– Protetor solar, camisa com proteção UV e boné/chapéu não podem ficar de fora da bolsa;

– Levar bebês de colo não é recomendado, a não ser que a família vá numa lancha particular para voltarem quando quiserem. A exposição ao sol é bem forte e o tempo de duração do passeio não é adequado para eles.

– Quem optar por alugar uma lancha, negocie para irem às 3 piscinas no mesmo passeio, dá tempo de sobra, são bem próximas umas das outras.

Ir às piscinas naturais de Maragogi é um passeio muito cogitado tanto por casais como por famílias, agrada a todos os viajantes que curtem praia.

O passeio é proibido uma vez no mês por questões ambientais, mas os órgãos responsáveis fecham as piscinas naturais num dia em que a maré está morta (não seca completamente) não sendo possível ir até às piscinas.

Quem já fez esse passeio e tem alguma experiência pra acrescentar aqui? Use o espaço dos comentários, outros leitores agradecem :).

Mais sobre Maragogi:

Maragogi e as marisqueiras de São Bento

Passeio às piscinas naturais de Maragogi
Passeio às piscinas naturais de Maragogi