Antes de viajar para uma cidade que ainda não conhecemos, pesquisamos sobre meios de locomoção para vermos a melhor forma que se enquadra no nosso roteiro. Optamos pelo transporte público em San Francisco, essa nos pareceu a melhor maneira de conhecermos a cidade. E deu certo!

Chegamos na cidade no final da tarde, veja todo o planejamento dessa viagem aqui. Nos programamos para irmos do aeroporto para o hotel usando o BART, que é um sistema de metrô e que nos deixaria bem próximos de onde pegaríamos as chaves do nosso apartamento.

⇒ Veja aqui review de nossa experiência num flat.

Como usamos o tranporte público em San Francisco

Do aeroporto para o hotel

Pegamos o  trenzinho interno do aeroporto, fomos seguindo a sinalização e chegamos ao lugar de embarque para o BART. Encontramos o guichê de auto-atendimento para comprarmos os tickets facilmente.

Transporte-publico-em-San-Francisco-comprando

O ticket para nossa estação custa U$ 8,95 por pessoa (varia de acordo com seu destino, há uma tabela num quadro ao lado do guichê explicando), se não tiver com dinheiro trocado, veja que no lado há uma maquininha para troca, veja isso com calma porque há um limite de troco por transação, caso contrário parte de seu dinheiro fica preso lá.

A entrada para a estação fica bem ao lado do guichê.

Transporte-publico-em-San-Francisco-Bart

Usamos o elevador para descermos com as malas. Esperamos pouco mais de 5 minutos e entramos no trem. A estação do aeroporto é o terminal da linha, o vagão que entramos estava vazio e ficou assim por algumas estações, depois foi enchendo mais, mas todos os passageiros sentados.

Transporte-publico-em-San-Francisco-trem

Levamos 40 minutos para chegarmos ao nosso destino.

Usamos o BART para irmos para o hotel e no dia da partida para irmos ao aeroporto.

Pela cidade

Em nossa primeira manhã em San Francisco, fomos procurar uma Walgreens para comprarmos o Clipper, que é um cartão do sistema de transporte municipal onde coloca-se créditos e pode ser usado em todos os transportes públicos da cidade. A atendente da farmácia nos orientou a comprarmos o passaporte MUNI, nome dado ao sistema municipal de transportes, ele só não daria direito ao BART, mas todos os outros meios de transporte público estariam incluídos.

Como funciona? Há opções para 1, 3 e 7 dias. Compra-se um passaporte, marca-se o mês e o dia que começar a usar e a cada dia que vai passando vai marcando no passaporte. Saiu mais vantajoso para nós, compramos o de 3 dias, pagamos U$ 26 por pessoa. Usamos ônibus normal, ônibus elétrico e o cable car (o trenzinho famoso) que também está incluído :). A validade dele é bem longa, pouco mais de 1 ano.

Transporte-publico-em-San-Francisco-cartao2

Transporte-publico-em-San-Francisco-cartao1

Vejam a marcação do mês e do primeiro dia, depois disso fomos marcando dia a dia

Os ônibus elétricos não têm catraca nem cobradores, têm aqueles equipamentos para se passar o cartão de transporte, no nosso caso, mostrávamos aos motoristas nossos passaportes. Vimos que quem não estava com um cartão pagava na hora ao motorista. Todos que andamos estavam limpos e bem conservados, e nunca lotados.

Transporte-publico-em-San-Francisco-eletrico

No cable car, logo depois do embarque, o cobrador passa pedindo os cartões/ passaportes ou o dinheiro.

Transporte-publico-em-San-Fracisco-cablecar

Em todas as paradas de ônibus sejam elétricos ou normais, há painéis luminosos avisando o próximo que vai chegar e quanto tempo falta.

Transporte-publico-em-San-Francisco-tela

No final de cada dia fazíamos as contas do quanto gastaríamos se tivéssemos pago cada passagem, a economia foi muito boa. Se pagássemos a passagem uma a uma ou usássemos o Clipper, sairia por U$ 2 cada, pagamos U$ 26 pelo passaporte MUNI, dividindo por 3 dias = U$ 8,67 por dia, isso daria 4 passagens, só que pegamos por dia uma média de 7 ônibus/cable car. Valeu né!

Não sentimos falta de um carro, o transporte público em San Francisco funciona muito bem, as estações são muito bem sinalizadas e há paradas de ônibus por toda parte. Os ônibus são pontuais, limpos e bem conservados e o custo excelente para nós turistas.

Mais sobre essa viagem:

Planejamento detalhado da viagem
Como foi nossa estada num apartamento alugado em San Francisco

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube e no Pinterest.

Organize sua viagem sem sair aqui do blog. Você pode:

Reservar hotel pelo Booking;
Comprar seu seguro viagem com a Seguros Promo;
Alugar seu carro com a RentalCars;
Comprar seu chip pré-pago para mais de 200 países na EasySim4U;
Comprar ingressos, contratar tour e transfers na WePlann ou Get Your Guide;
E ainda comprar pacotes de viagens e passagens aéreas no Hotel Urbano