Brasília está sendo invadida pelos Food Truck e, junto com a invasão dessas deliciosas kombis de desejos, vem a ocupação dos espaços públicos. Já escrevi sobre alguns espaços públicos bem utilizados da capital, como o eixão no domingo veja aqui. Em Brasília tem outros tantos lugares bacanas que estão fincando ainda mais legais. Tem até aulão de yoga ao ar livre! Para a minha sorte, os shoppings estão ficando démodé, assim como as academias de ginástica e os espaços totalmente fechados de uma forma geral. Acho que quem passa mais de 8h por dia trabalhando dentro do mesmo lugar e de frente para um computador, quer mesmo é viver coisas ao ar livre.

Domingo passado nós fomos para um evento no Parque da Cidade, que é um parque gigante aqui de Brasília, mas chegamos tarde e não conseguimos comer nada. Hoje, o evento  foi marcado em uma quadra (Brasília é dividida em quadras e cheia de espaços verdes): a princípio, uma feirinha, músicas, uma kombi de sanduíches e uma de cervejas, mas, calma! Não é qualquer Kombi de sanduíche e de cerveja. Tanto as kombis são bem diferentes como as propostas de comidas e bebidas também.

A  Corujinha Food Truck veio para quebrar os paradigmas dos sandubas. Os sanduíches dessa galera são “gourmet” e com produtos orgânicos, além de ter opções para vegetarianos e vendem até refrigerante orgânico. Uma delícia, mas os preços ainda estão bem salgados! Entre 15 e 20 reais o sanduíche.

Foodtruck Brasilia 3

Cervejas especiais é a especialidade da Corina, uma Kombi preta com quatro torneiras de chope, um melhor do que o outro. A Cerveja Corina, a que eles produzem, é simplesmente deliciosa, mas eles também comercializam cervejas importadas. Todos os chopps eram ótimos e o clima no local foi maravilhoso. Mais uma vez, a única coisa desagradável era o preço. Um copo de 300 ml de chope estava entre R$ 10 e R$ 15.

Foodtruck Brasilia 4

Foodtruck Brasilia 1

Para além das kombis, tinha muita gente armando pequenas mesas ou circulando com cestas e vendendo doces caseiros. Tinha cookie, brownie, brigadeiro, alfajor, várias coisinhas gostosas. Os doces que a gente comeu foram feitos por uma xará minha, Mari. Mari que fez! Simplesmente deliciosos e acessíveis para mim, que sofro com uma intolerância a lactose, e pude comer um cookie sem leite 😀

Foodtruck Brasilia 7

O evento também contava com artistas expondo coisas lindinhas, brechós, lojas de discos/vinis e um Dj colocando músicas legais. Ali bem perto, na mesma quadra, estava acontecendo outra feirinha: a feira Liga Pontos também tinha uma proposta bem legal de diminuir os atravessadores entre nós e os artistas e artesãos. Cada coisa mais linda que a outra e com preços acessíveis.

Essas experiências nas quadras aqui em Brasília estão se tornando bem comuns. Mesmo sem ser no estilo Food Truck, que é uma coisa mais modinha e mais nova, a comida de rua de Brasília já ocupava lugar no nosso coração. Tem o Kafta da Mama, meu preferido e que esse ano ganhou a Melhor Comida de Rua da Veja Brasília; tem o Macarrão na Rua; Cachorro Quente da Igrejinha, na 107 Sul, e também outro famoso na 209 norte; tem o Shawarma, esse também no estilo trailer estilizado, e tantos outros.

Pra quem, assim como eu, gosta de uma vida mais a céu aberto, vale a pena experimentar. Ahh são também lugares mais agradáveis para crianças, que ao invés de ficar dentro dos restaurantes jogando nos celulares, podem correr, passear, conhecer outras crianças e, o melhor, ter contato com a rua, com o verde, com a terra vermelha de Brasília.

No Gosto e Pronto, Debora fala sobre os eventos Food Truck que estão acontecendo em São Paulo, é uma boa dica pra quem gosta desse estilo de saborear novos ares.