Quando comecei a escrever esse post, me dei conta de que não tenho nada sobre Recife, e com isso nem a categoria da cidade existe… com certeza pelo fato de morar aqui nunca me detive nas particularidades da cidade. Dou dicas a respeito nos grupos sobre viagens que sou membro, mas parar aqui pra escrever sobre ela, nunca! Mas como tudo tem um começo, chegou a hora e vou inaugurar falando sobre um dos meus maiores prazeres como todos já sabem – comer bem.

Fomos à inauguração do Restaurante Lula Navegador, foi uma noite apenas pra convidados com o intuito de celebrar um sonho realizado pelo seu proprietário, Luis Augusto (O Lula) e seu filho Antonio Augusto. Aquele, prático da barra há muitos anos e esse, músico. Juntos a Alberto Bernardini, chef que traz experiência do Velho Mundo aliada a uma temporada com o renomado Alex Atala, assina o cardápio do restaurante e pra essa noite, criou um coquetel especial.

O clima era de festa, muitas risadas e descontração marcaram a noite. Não registrei o ambiente, me detive nos pratos que eram a parte que mais me interessava e como sempre em reviews de restaurantes, não fotografo muito o ambiente até porque sempre tem gente e não posso expor fotos sem autorização :).  Mas posso falar um pouco do que vi né gente? Como o nome já sugere, a ambientação tem como ponto forte o mar. As paredes são azuis, quadros com fotos espalhados, mesas redondas e retangulares preenchem o salão e o que achei bem legal foram as cadeiras, são de madeira e me remeteram ao leme do navio, adorei. No centro do salão tem um balcão em forma de barco, bem interessante.

Lula Navegador ambiente

Um pouco do ambiente

Um painel numa parede ao fundo foi o centro das atenções de todos os presentes. Uma enorme foto de Luís Augusto realizando sua atividade como prático, ele subindo num navio, ficou maravilhoso, muito bem localizado.

Lula Navegador painel

Lula Navegador boia

Detalhe do painel, 2 bóias estão fixadas no navio, ficou muito interessante porque parecem que fazem parte da foto.

E aí, vamos ao que interessa? Foi criado um cardápio especial para o coquetel inaugural, mas claro que dentro da proposta do chef Alberto Bernardini de manter a tradição da cozinha pernambucana, usando ingredientes locais aliados às novidades vindas de variados lugares, isso depende do prato.

O menu degustação foi chamado de Entre Tapas e Beijos, adorei!

Foram servidos 8 pratos e 1 sobremesa, em pequenas porções, daí tapas, pra que todos pudessem apreciar as criações que foram aprovadas por todos, quando olhava pra mesas ao lado vi todas as pessoas comentando e se deliciando.

E o primeiro foi o Steak Tartare de Wagyu

Feito com a carne mais cobiçada no mundo atualmente, veio direto da região de Kobe no Japão.

Lula Navegador Steak Tartare

Depois o Polvo Crocante com Tintas Comestíveis. Divino, o polvo extremamente macio e quando passado numa das tintas, ficava demais.

Lula Navegador polvo crocante

Ravioli negro de mascharpone e limão siciliano em brodo de aratu moquecado. Quando li o nome desse prato fiquei curiosa, no que daria essa mistura? E fui surpreendida, os sabores estavam muito harmonizados e nas medidas certas. Maravilhoso.

Lula Navegador Ravioli negro

Gravlax com caviar de pitanga, rúcula selvagem, brotos, espuma de manga e azeite em pó. Sou suspeita pra falar porque amo salmão, mas independente disso acho que esse prato foi unânime na preferência dos presentes. A espuma de manga com caviar de pitanga e como se já não bastasse o tal do azeite em pó, fechou gente, nunca tinha ouvido nem falar que seria possível comer azeite em pó assim. E o colorido desse prato? Como eu sou muito ‘visual’, pra mim foi perfeito!

Lula Navegador Gravlax com caviar de pitanga

Pernambucanos. Raviolis esféricos de queijos de coalho, manteiga e reino. Antônio Augusto chegou junto de nossa mesa e deu uma dica “não partam, coloquem na boca e mordam, e vão ver o que vai acontecer…’, ok, faremos isso! E os Pernambucanos chegaram à mesa. E claro que seguimos a orientação recebida…gente, é uma delícia, são 3 bolinhas de queijo mas com uma consistência maravilhosa e quando mordidos de dissolvem na boca e os sabores dos queijos invadem o paladar. É dos deuses.

Lula Navegador Pernambucanos

E foi a hora das Vieiras sobre gratin de cogumelos brasileiros, alioli negro e crisp de pancetta yaguara. Precisa dizer mais alguma coisa?

Lula Navegador Vieirassobre gratin de cogumelos

Chorizo de wagyu com crosta de especiarias e gel de vinho com brotos, pão italiano e azeite oloroso. E o nome do azeite em pó é: oloroso. Foi descoberto nesse prato. A crosta de especiarias e o gel de vinho deram um toque mais do que especial à carne.

Lula Navegador Chorizo de Wagyu

E pra finalizar, antes da sobremesa, Pititinga Pernambucana. É um caldo com camarão e farinha de mandioca, feita uma releitura, mas não perdeu as características originais.

Lula Navegador Pititinga

E claro que esperamos até o final da noite pra vermos como seria o Sorbet de coco com espuma de souza leão, sagu de café e chips de coco queimado. E valeu a pena, o ‘bolo’ souza leão apresentado dessa forma ficou maravilhoso e como adoro tudo que leva coco, quase pedi pra repetir kkkk.

Lula Navegador Sorbet de coco

E foi isso, fica a dica de um excelente lugar com comida tipicamente pernambucana com um toque internacional mas que deixa muito clara a presença de nossas tradições.

O Lula Navegador fica na Rua Alberto Paiva, 174 – Graças – Recife. Ops, vi agora que o nome da rua é o mesmo do chef! Ih, já vi que TUDO começou muito bem 🙂

Não fui convidada por ter o blog, na verdade eles nem sabiam disso. Ricardo é sobrinho de Luís Augusto. Resolvi escrever o post porque faço reviews dos restaurantes que visitamos como todos que frequentam o blog sabem.