Depois de mais de 1 mês sumida daqui, estou de volta! Farei um breve resumo do que me levou a esse sumiço pra ir ao que interessa, VIAGENS ok?

Gente, apareceu uma oportunidade pra viajar que eu não poderia recusar, recebi o convite numa segunda-feira no final da tarde, decidi ir na terça pela manhã e viajei no sábado cedo, isso mesmo, tinha uma casa, 3 filhos, marido e trabalho pra deixar pelo menos orientados. Essa foi a primeira vez que eu me ausentei por tanto de tempo de todos e foi minha primeira viagem sem Ricardo. Foram muitas experiências novas!

E o destino? Las Vegas! Isso mesmo, irei em novembro pra lá, viagem que está planejada desde janeiro, mas não seria por isso que eu não iria em setembro né verdade? Afinal Vegas é Vegas….

Foi minha 3ª vez na cidade, foram 7 dias intensos, tive como companhia minha irmã, que estava festejando o aniversário, minha sobrinha Letícia e Ricardo meu cunhado (pra quem ainda não sabe, somos 2 irmãs casadas com 2 Ricardo (s) Ops! Se coloca nomes próprios no plural????). Foi a primeira viagem deles aos EUA e eu fui a ‘personal trip’ como meu cunhado me chamava durante a viagem kkk.

Quando voltamos precisei fazer um curso durante 2 semanas, fiquei numa sala de aula e claro sem condições de vir aqui contar o que fizemos em Vegas, estava a ponto de ter um troço, com tanta informação guardada e o tempo passando, e eu tendo que finalizar o roteiro da próxima que será dia 10…enfim, finalmente consegui parar aqui e começar a colocar pra fora o que tá guardado na caixola!

Não vou obedecer à ordem dos fatos e sim ao que for achando mais relevante e novo ok?

Pra começar, vamos ao maior perrengue que foi a falta de wi-fi free em Las Vegas, ai gente, sofri viu….

Das outras vezes que fui à Vegas, o hotel disponibilizava internet free no quarto, mas dessa vez era cobrada uma taxa de U$ 12,99 por dia, isso mesmo, achei um absurdo e não contratei. Ficamos no Stratosphere, nem no lobby, nem no cassino tinha wi-fi. Meu cunhado não estava muito preocupado com isso, pra ele ter ou não era quase irrelevante, queria mais pra manter contato com minha sobrinha que tinha ficado aqui, mas euzinha, que passo o dia online estava desesperada. Pensei então em irmos a T-Mobile comprar o chip que dá direito a ligações e internet, mas não queria pedir pra sairmos da programação do dia pra irmos a uma loja, fiquei naquela, se passarmos por uma T-Mobile eu peço pra parar, mas…..só passamos algumas vezes à noite quando já estavam fechadas.

Numa das manhãs, fomos tomar café numa Mc Donald’s que fica bem perto do hotel, lá Ricardo viu que tinha wi-fi, conseguimos conexão, chamei ‘meu’ Ricardo pelo WhatsApp e pedi que ele habilitasse roaming internacional pra meu celular na TIM. Fiquei esperando a mensagem avisando que estava ok e nada, não rolou, simplesmente fui ignorada pela TIM!

Bom, continuando a saga…já que a TIM não habilitou minha linha, em cada hotel que chegávamos pra visitar tentávamos conexão e foi assim que mantivemos contato, era bem engraçado, quando passávamos pela porta do hotel, eu e Ricardo pegávamos o celular e íamos logo ver como era o processo. Mandávamos notícias e eu aproveitava pra registrar alguma coisa do hotel, ou do restaurante, enfim, tentei movimentar a hastag #NaeJuemVegas que criei pra essa viagem.

Pra ficar registrado pra quem vai pra lá e não pretende comprar o chip local nem ativar o roaming internacional da operadora, segue uma listinha dos lugares onde tentamos e conseguimos a tão amada wi-fi, mas só pra esclarecer, não tentamos em toooodos os hotéis, mas na maioria.

(Lista atualizada depois de  mais uma ida à Las Vegas)

Mc Donald’s (não precisa nem entrar, basta ficar no estacionamento kkk, isso mesmo, chegamos até esse ponto, acreditem);

Target (o da Maryland);

Forum Shop;

Starbucks do Premium North;

Eiffel Tower Restaurant;

Town Square (em frente à loja da Apple);

Hotéis (cassinos e áreas comuns): Mirage, Planet Hollywood, Venetian (apenas no shopping), Wynn (bem ruinzinha mas tinha), Excalibur, NY NY, MGM, Monte Carlo, Bally’s, Paris, Tropicana.

Pra quem não sente tanta falta de estar conectado, dá tranquilamente pra ficar dias em Las Vegas sem ter o custo a mais de comprar o chip ou usar o roaming da operadora, como vocês viram, em muitos hotéis é possível acesso free pra manter contato com quem ficou em casa, mas pra mim que trabalho conectada, sem chance, está na minha lista de compras em primeiro lugar o chip T-Mobile kkk!

Sempre que voltar à cidade, venho aqui para atualizar essa lista de onde encontrar wi-fi free em Las Vegas, prometo!