Como foi nosso voo pela Copa.

Foi nossa primeira vez, adoramos e com certeza repetiremos.Uma grande vantagem pra nós era o voo sair de Recife e não precisarmos ‘descer’ pra o Rio de Janeiro ou pra São Paulo pra seguir viagem pra os EUA, saímos daqui direto para o Panamá e de lá chegaríamos em Las Vegas. Conto como surgiu essa viagem aqui.

Nosso voo era à 1:37h da manhã, fizemos o checkin online, confirmamos os assentos que havíamos reservado com bastante antecedência e seguimos viagem.

Passadas as etapas de praxe em qualquer embarque lá estávamos nós dentro do avião, reservamos em todos os trechos assentos em saídas de emergência, como não cobravam a mais por isso resolvemos testá-los, a única vez que viajamos nesses assentos foi quando fomos para Fernando de Noronha.

Queria ter tirado foto antes de sentarmos, mas com o movimento dentro do avião sem chance, imaginem só empatar a fila de entrada pra tirar fotos! Seríamos chingados com certeza. Mas depois de acomodados registrei nossas pernichas bem acomodadas e quase totalmente esticadas…nossos assentos eram na fileira 18, na ida eram apenas 2 cadeiras e nesse caso não tinha a cadeira da janela, ali era um espaço vazio, quem estava na fileira de trás podia esticar as pernas totalmente. Mas esses assentos não reclinam. Pra mim que sou ruim pra dormir em avião foi um suplício. Quando percebemos isso todos já haviam se acomodado e não deu pra mudarmos de lugar, o avião estava apenas com metade da lotação, muita gente deitou sozinha em 3 assentos, mas nós não tivemos essa sorte, paciência!

Na volta ficamos na fileira onde a minha frente não tinha assento, aí foi minha vez de me espalhar…. mas em ambas o espaço à frente era muito bom, valeu a tentativa. Nessa que nesse avião era a 19, as poltronas reclinavam normalmente.

Bom, os tripulantes muito atenciosos nos 4 voos que fizemos (Recife/Panamá, Panamá/Las Vegas e a volta idem), o que chamou nossa atenção foi que a equipe de comissário era formada apenas por homens, só 1 deles meio chatinho mas nada comparado com aquelas aeromoças antipáticas da TAP.

Porém, o que nos chamou atenção foi a quantidade de comida, gente, parecia que éramos crianças que precisam comer a cada hora kkkk, foram muitos lanches e refeições completas, tudo que chegava à nossa mesa eu fotografei e entrávamos em acordo pra escolhermos coisas diferentes, apenas em um dos almoços que comemos a mesma coisa, mas registrei tuuuudo, vejam só…

Em um dos lanches nos foi oferecido Choripan ou sanduíche de Jamon, perguntamos o que era o primeiro e o comissário disse não sabia explicar bem em português mas achava que era alguma coisa de porco, ficamos com receio e pedimos o sanduíche mesmo, mas uma família de brasileiros que estava atrás de nós pediu e vimos o que era kkkk, na volta pedimos e foi aprovado, eles comentaram que estava muito bom e seguimos  a sugestão, estava bom mesmo, era um sanduba de ‘salsichão’ kkkk, mas tava com um temperinho em cima muito bom, vale experimentar..

Tudo estava muito bom, quentinho e levando em conta que era ‘comida de avião’ o nível foi excelente com boa variedade de sucos, cervejas, vinho, só café que pedi na volta e não tinha mais, o comissário me falou que havia acabado, mas de resto tudo perfeito.

Ficamos fãs da Copa Airlines, além do excelente serviço e aviões novos, a facilidade de partir de nossa cidade nos cativou.