Ontem assisti ao filme À procura da felicidade com Will Smith.
O sono não chegava, tentei ler mas não me concentrava então resolvi me render à TV.
O filme começa um pouco monótono mas aos poucos vai tomando um rumo bem interessante.
Trata-se de uma família pobre que mora em San Francisco onde a esposa Linda, está frustrada com sua vida e sem esperanças no recomeço do marido, coisa que ele vem prometendo desde que ela estava grávida, o filho deles já estava com 5 anos…
No desenrolar da história, sim com H porque é baseada em fatos reais, Linda deixa a família e Chris vai trabalhar como estagiário numa corretora de seguros sem ganhar nada. O período de 6 meses passa lentamente mas ele não desistiu. Chegou a dormir por um período num abrigo comunitário onde ele precisava chegar com o filho até às 17h pra conseguir vaga, coisa que não aconteceu algumas vezes.
No final de tudo Chris consegue ser contratado, depois de alguns anos abre sua própria empresa e fica milionário.
O filme passa uma mensagem de perseverança e esperança que me deixou com um nó na garganta. O amor dele pelo filho é incondicional e infinito. Mostra que todo e qualquer sonho deve ser levado adiante mesmo que pareça impossível, a força de cada um de nós é que vai impor nossos limites.
Confesso que acordei bem renovada, contagiada pela força daquele homem que tinha acima de tudo, amor no coração.
À procura da felicidade, lá vou eu!