banner

Frida Kahlo: um pouco de sua vida e obra

Magdalena Carmem Frida Kahlo y Calderón, mexicana, filha de um alemão e de uma mexicana com origem indígena e espanhola, artista plástica, bissexual assumida, casada com Diego Rivera. Quer saber mais?

Depois de visitar em Brasília à exposição Frida Kahlo conexões entre mulheres surrealistas no México, saí encantada com o que vi, não só as obras, mas o que senti ao passar diante de várias delas.

A exposição na Caixa Cultural Brasília (13 de abril a 5 de junho de 2016) traz não só obras de Frida, mas de outras 14 artistas que nessa mostra “são protagonistas: criam aproximações, promovem eventos, trocam correspondências, desafiam lugares-comuns, escapam de qualquer submissão e, claro, produzem obras de arte de vigor inquestionável.” (Insituto Tomie Ohtake)

Frida-Kahlo-3

E foi exatamente isso que presenciamos, minha irmã e eu, durante o tempo que passamos andando pelos corredores e salas com as pinturas, fotografias, esculturas, documentos e reportagens sobre essas artistas que “aqui demonstram que as mulheres eram criadoras independentes e audazes, tendo elaborado discursos e linguagens imaginativas e inovadoras.” (Teresa Arcq – Curadora).

Frida-Kahlo-10

Frida-Kahlo-6

De personalidade forte, temperamento intempestivo, Frida Kahlo teve uma vida conturbada. Quando criança teve poliomielite, o que lhe deixou com sequelas num pé e quando adulta usava sapatos adaptados para disfarçar a deficiência. Sofreu um grave acidente, ficou vários meses internada e submeteu-se a inúmeras cirurgias reparadoras – fala-se que foram mais de 30 – casou-se aos 22 anos com Diego Rivera.

Foram 2 casamentos com o mesmo homem, isso mesmo, casaram-se, foi um relacionamento conturbado, muitas traições dos dois lados, inclusive de Diego com a irmã mais nova de Frida, depois voltaram a viver juntos, mas cada um em sua casa, um casamento bastante moderno pra época.

Não foi mãe apesar de ter muita vontade de ser, o acidente sofrido na juventude a deixou impossibilitada de realizar esse sonho. Chegou a engravidar 3 ou 4 vezes, não se sabe ao certo, mas sofreu abortos em todas.

Dizem que Diego aceitava os relacionamentos homosexuais da esposa, mas não suportava suas traições com outros homens. A relação foi cheia de altos e baixos.

Frida Kahlo morreu aos 47 anos, o laudo após autopsia mostra embolia pulmonar decorrente de uma pneumonia, mas depois de algumas tentativas de suicídio praticadas por ela usando facas e martelos, suspeita-se de que tenha sido overdose de medicamentos a causa real de sua morte. E depois de encontraram em seu livro de anotações a frase “Espero alegre a minha partida e espero não retornar nunca mais” essa dúvida se tornou mais evidente.

Vendo suas obras e outras retratadas sob os olhares de outras artistas presentes nessa mostra, foi possível sentir um pouco dessa angústia de Frida, como ela mesma dizia:

Frida-Kahlo-13

Muitos auto-retratos marcaram sua obra, como também retratos de seu grande amor, o também artista Diego Rivera. Outras artistas a retrataram em pinturas e em fotografias como a viam.

Frida-Kahlo-26

Frida-Kahlo-23

Frida-Kahlo-30

Frida-Kahlo-5

Frida-Kahlo-12

Pintar natureza morta foi uma das fases da artista.

Frida-Kahlo-9

Pelo percurso da exposição, textos explicavam o momento, o pensamento das artistas, suas mensagens…

Frida-Kahlo-29

A dor de Frida com os abortos sofridos…

Frida-Kahlo-31

O registro de seu casamento…

Frida-Kahlo-24

Reportagens a respeito das artistas…

Frida-Kahlo-25

E uma forma de vermos Frida Kahlo em sua essência: vários figurinos baseados no estilo da pintora, que teve as saias longas e exóticas como marca registrada. Frida teve uma perna amputada decorrente de complicações da poliomielite que teve na infância, começou a usar calças compridas e depois aderiu às saias para disfarçar, mas teve tanta personalidade que a vestimenta virou um estilo, abusou das cores e dos acessórios tendo como forte aliada à cultura mexicana que tanto apreciava.

Frida-Kahlo-19

Frida-Kahlo-18

Segundo o texto explicativo, essas roupas não foram usadas por ela, mas foram feitas inspiradas no seu estilo, e afirma que vendo os manequins, estávamos vendo Frida Kahlo.

Deu pra perceber que adoramos a exposição? Sim, adoramos e saímos leves, apesar de termos percebido angústias, dores, amores mas vimos muita cor, paixão e energia também.

Frida-Kahlo-8

Recebemos 1 flyer sobre a exposição e um mini-folder com dobras que quando aberto vira um poster com um retrato de Frida.

Frida-Kahlo-32

Texto sobre Frida Kahlo e dicas turísticas na Cidade do México. O pôster é essa imagem da capa, mas quando aberto fica com 30 x 40cm.

Depois de sua morte, a casa onde morava virou um museu, a Casa Azul. Nele está guardada a urna com suas cinzas.

Na blogagem coletiva da #MuseumWeek2016 onde falamos sobre o Paço do Frevo: espaço exclusivo para o ritmo pernambucano, tem duas reviews sobre o museu Frida Kahlo, ele foi o escolhido por dois blogueiros que foram conhecê-lo, quem tiver interesse de saber mais, vale a pena dar uma olhada :).

Essa exposição, que tem entrada gratuita, já passou por São Paulo e Rio de Janeiro antes de chegar à Brasília, tomara que chegue a outras cidades do Brasil. Se vier aqui pra Recife, irei novamente com certeza :).

Já baixou o nosso guia com dicas de como planejar uma viagem por conta própria? Ainda não? Veja aqui como é simples.

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube e no Google+.

Para programar sua viagem, veja o que você pode fazer sem sair aqui do blog

Reservar hotel pelo Booking;  Comprar seu seguro viagem com a Real Seguros; Alugar seu carro com a RentalCars; Comprar seu chip pré-pago para os EUA e Europa na Travel Mobile

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube, Pinterest e no Google+.

Para programar sua viagem, veja o que você pode fazer sem sair aqui do blog

Reservar hotel pelo Booking;  Comprar seu seguro viagem com a Seguros PromoAlugar seu carro com a RentCars; Comprar seu chip pré-pago para os EUA e Europa na Easy Sim 4U e fazer câmbio na MelhorCâmbio.


Tags:
· · ·
Categorias:
América do Sul · Brasil 🇧🇷 · Brasília · Cultura

Comments

  • Não acredito até agora que eu perdi essa exposição quando ela estava aqui em SP. Pareceu incrível! Frida <3

    Sonia 20/05/2016 12:42 Responder
    • Que pena que você não foi Sonia. Deu pra perceber que adoramos né :).

      Cynara Vianna 23/05/2016 10:27 Responder

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Guia Para Viajar por Conta Própria

Receba agora gratuitamente em seu email o
eBook "Como Tornar Possível Aquela Viagem
dos Seus Sonhos".

✔️  Como Escolher o Destino da sua Viagem;

✔️  Quando Comprar Suas Passagens;

✔️  Como Reservar Seu Hotel;

✔️  Como Montar um Roteiro de Viagem...

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
Menu Title