banner

Morro de São Paulo: o que fazer em 5 dias

Levanta a mão quem nunca ouviu falar em Morro de São Paulo. Acho que todo mundo tem pelo menos um amigo que já foi pra lá e que recomenda.

Fomos pra Bahia em nossa lua de mel, e Morro de São Paulo foi um dos destinos que escolhemos para conhecer. Na época eu não tinha blog, tiramos muitas fotos mas quase 20 anos depois, com certeza muita coisa mudou e não dá pra escrever um post a respeito né?

Um resuminho de nossa viagem

Fomos de carro, partimos de Recife, fizemos uma parada em Aracaju e de lá seguimos para Salvador, atravessamos a baía no ferry, chegamos a Itaparica e de lá fomos até Valença, onde deixamos o carro num dos vários estacionamentos que cobram por diária.

Para irmos pra Morro de São Paulo, tínhamo 2 opções: balsa que dura em torno de 1:30h ou lancha rápida que dura 40 minutos. Nós optamos por essa última. E fomos curtir 3 dias em Morro de São Paulo.

A ilha é linda, não há carros, tudo lá é no carro de mão, é bem interessante. Há uma vila onde muitas pousadas e restaurantes estavam instalados e pelo que li a respeito, permanece assim. São 5 praias ao redor da ilha, nomeadas em Primeira, Segunda, Terceira, Quarta e Quinta Praia. Nos hospedamos na Pousada da Torre que fica na Segunda Praia.

VIla à noite

VIla à noite

Não fizemos nenhum passeio fora da ilha, na verdade nem sei se na época havia as opções de hoje. Não fomos abordados por ninguém oferencendo, por isso acho que não existia esse turismo atual.

Quando soube que Vanessa, uma grande amiga, tinha escolhido Morro de São Paulo como destino das férias dela, a ‘intimei’ a vir aqui contar um pouco pra gente do que ela viu e viveu na ilha.

Vai lá Van, esse espaço é todo seu :).

Destino – Morro de São Paulo – BA

Período: Novembro de 2015

Um pouco sobre a viajante

Sou Vanessa, moro em Pernambuco e trabalho na área de Marketing. Minha vida é bem corrida devido a um grande volume de trabalho. Gosto de viajar (faço isso bem menos do que gostaria), ler, conversar, tomar vinho e comer chocolate.

1 – O que levou você a escolher esse destino de viagem?

Em novembro consegui uma pausa de duas semanas no trabalho e resolvi que deveria procurar um local legal e novo para conhecer. Pensei em ir ao Chile mas as passagens até São Paulo estavam bem caras. Peguei uma promoção e resolvi ir para a Bahia, conheço vários locais lá mas Morro de São Paulo sempre despertou meu interesse (sempre vi fotos lindas e ouvi vários elogios). Resolvido.

2 – Como era composto o grupo de viajantes? Quantas pessoas, idades…

Fui sozinha, não procurei companhia pois foi tudo de última hora. Peguei dicas com amigos que já conheciam o local, li algumas coisas na internet, pesquisei e optei por um hostel. Achei a melhor pedida por estar só e foi a melhor escolha que poderia ter feito. Várias pessoas sós com o mesmo objetivo de conhecer um local diferente e pessoas diferentes. Optei por um quarto privado no Che Lagarto. Essa foi a única parte do roteiro que estava definida.

Área comum ho Che Lagarto

Área comum ho Che Lagarto

3 – Como foi seu roteiro? Quantos dias, atividades.

Fiquei 5 dias em Morro de São Paulo e fiz muitos passeios pela ilha. Segue meu roteiro.

Sai bem cedo de Recife em um domingo de novembro e às 9h da manhã já estava no Terminal Marítimo de Salvador (precário, fiquei sentada no chão) aguardando o catamarã (Bio Tur). Paguei R$ 90,00 pelo trajeto. Não tive coragem de pegar uma lancha, acredito que quase duas horas de viagem em uma lancha me deixaria enjoada.

Chegando em Morro de São Paulo, o pier é bem precário (se é que posso chamar de pier), tem um monte de pessoas querendo transportar sua bagagem em carrinhos de mão, você cruza um portal bem antigo e lindo e logo encontra o quiosque de pagamento da taxa de preservação ambiental.

morro-de-sao-paulo14

De lá já encara uma ladeira enorme, bem íngreme. Aí entendi os carrinhos de mão. Estava com uma mala pequena de rodinhas e subi sozinha, parei umas três vezes mas venci o desafio. Felizmente o hostel é bem próximo, no ‘centro’ da vila.

morro-de-sao-paulo19

O Che Lagarto tem um astral muito legal, pessoas bem jovens circulando, barman de noite, rodas de conversas, luau. Quarto simples mas limpo e organizado, cama de casal, banheiro com chuveiro quente, TV. Só não tem frigobar. Há uma área comum com geladeira, fogão e balcão para quem quiser utilizar. Café da manhã simples mas bem cuidado.

morro-de-sao-paulo1

morro-de-sao-paulo2

Dia 1

Tomei um banho, descansei rapidamente e sai para almoçar e circular. Quis logo ver o pôr do sol de um ponto alto e soube de um mirante. Fui até lá, fiz trilha numa área bem arborizada, tive medo mas encontrei um casal baiano e meio que seguimos juntos.

Uma decepção, mirante todo destruído, resolvi ir procurar a Toca do Morcego, bar super bem recomendado. Me apaixonei pelo local! Clima massa, comida boa, bebida idem, atendimento legal e música boa ao vivo. Pôr do sol maravilhoso! Resolvi logo que queria voltar. Fiquei lá até tarde e voltei pro hostel pra descansar.

morro-de-sao-paulo10

Situação do mirante

morro-de-sao-paulo12

Dia 2

Para a segunda-feira já havia acertado o passeio de barco durante a viagem de catamarã de Salvador pra lá, incluía conhecer todas as praias da ilha, ir nas galés, na Ilha de Boipeba, conhecer o restaurante do Guido e retornar. O passeio seria com a empresa La Barca.

Na recepção do hostel outros hóspedes estavam procurando pelo passeio, me juntei a eles, formamos um grupo e seguimos juntos. Passeio de dia todo, muito bom. Água muito limpa, quente, peixinhos, mergulho, uma maravilha.

O restaurante do Guido tem como especialidade lagosta, comi a melhor moqueca de lagosta da vida!

morro-de-sao-paulo8

Bom atendimento, Guido é uma figura, continua cozinhando embaixo da mesma árvore onde o restaurante começou.

morro-de-sao-paulo6

morro-de-sao-paulo7

Eu e Guido

Eu e Guido

Voltamos pelo rio, ainda paramos em um bar flutuante que servia ostra e lambreta. Vimos o pôr do sol no rio, lindo!

morro-de-sao-paulo3

morro-de-sao-paulo9

Dia 3

O grupo do hostel combinou de ir pra Gamboa na terça-feira. Pegamos um barco no píer, pagamos R$ 10,00 por pessoa para chegar na praia que fica há uns 2km de distância. Local bem tranquilo, vários bares.

Barco indo pra Gamboa

Barco indo pra Gamboa

Chegamos e fomos direto pro local em que tem uma formação tipo morro onde tem um barro que dizem ser medicinal. Todos nos lambuzamos, esperamos secar, tiramos fotos e depois banho de mar. Almoço, cerveja, muito calor, mergulhos e pegamos um barco de volta para Morro de São Paulo.

morro-de-sao-paulo4

Parada para tomar um sorvete

Lá vimos o espetacular pôr do sol da varanda da Pousada Pasárgada, eles tem um café aberto ao público e uma posição privilegiada para ver o sol se pondo ao som do Bolero de Ravel. Recomendo muito!

morro-de-sao-paulo20

Dia 4

Na quarta-feira saímos do hostel pra praia. Procuramos um bar legal na Segunda Praia e ali ficamos, alguns integrantes do grupo queriam experimentar a tirolesa e do bar tínhamos visão.

morro-de-sao-paulo18

morro-de-sao-paulo22

Mais um dia agradável, mar delícia.

De noite voltei a Toca do Morcego, era minha última noite e queria levar aquela sensação de clima descontraído, pôr do sol lindo, comigo. Bebi, ouvi música boa e voltei levinha para o hostel.

morro-de-sao-paulo11

morro-de-sao-paulo15

Toca do Morcego

Dia 5

Na quinta parti pra casa carregando a vontade de ter de novo o prazer de voltar em Morro de São Paulo.

O lugar é mágico, o clima é fantástico e as paisagens são de tirar o fôlego. A sensação de estar em uma ilha mexe comigo, foi assim quando estive em Fernando de Noronha. Sensação de estar em outra dimensão.

morro-de-sao-paulo24

Toca do Morcego

Morro de São Paulo vale muito a pena. Pessoas tranquilas de todos os cantos do Brasil e do mundo querendo aproveitar o momento, culinária legal (muitos restaurantes argentinos e italianos – indico o El Sítio do Luís, massa gostosa e paredes cheias de assinaturas de quem já passou por lá – , e o Papoula Culinária Artesanal, comida simples mas muito saborosa, comi um escondidinho delicioso) e vistas paradisíacas. Lugar perfeito!

morro-de-sao-paulo23

El Sítio do Luís

Muito obrigada por vir aqui compartilhar com a gente e deixar essas dicas das novidades. Que venham outras viagens  em breve :).

Resumindo como chegar a Morro de São Paulo:

1 – Partindo de Salvador e ir num catamarã ou lancha, cerca de 2h de viagem; Como Vanessa fez.

2 – De carro partindo de Salvador, atravessar a baía no ferryboat até Itaparica, dirigir até  Valença, guardar o carro num dos estacionamentos e pegar um transporte marítimo para a ilha. Tempo de viagem vai depender de seu ritmo na estrada; Como nós fizemos.

3 – De monomotor partindo de Salvador, cerca de 20 minutos;

Lembrando que o último barco, seja balsa ou lancha, parte de Valença às 18 horas.

Qual a melhor? Depende do estilo do viajante, qual o roteiro, se tem medo de voar num monomotor, se enjoa em barcos, enfim, são muitas variáveis a serem consideradas.

O que garanto, e vi agora depois do relato de Vanessa, é que Morro de São Paulo vale a pena, as dificuldades de acesso não pesam em nada levando em conta o paraíso que é. E pelo jeito pouca coisa mudou, a chegada continua a mesma com os meninos abordando pra levarem nossas malas, sempre com muitos turistas de todos os lugares, um astral super legal, pena só o mirante que tá meio caidinho, mas de resto, tudo nota 10!

Mais relatos de leitores viajantes:

Intercâmbio em Londres contado por Fabíola Cabral
Beto Carrero World contada por Rachel Sodré
Portugal, Espanha e Itália em família por Bárbara Carneiro
A família volta a Orlando agora completa contada por Martha Meneses

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube, Pinterest e no Google+.

Para programar sua viagem, veja o que você pode fazer sem sair aqui do blog

Reservar hotel pelo Booking;  Comprar seu seguro viagem com a Seguros PromoAlugar seu carro com a RentCars; Comprar seu chip pré-pago para os EUA e Europa na Easy Sim 4U e fazer câmbio na MelhorCâmbio.


Tags:
· · ·
Categorias:
Leitor Viajante · Viagens dos leitores

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Guia Para Viajar por Conta Própria

Receba agora gratuitamente em seu email o
eBook "Como Tornar Possível Aquela Viagem
dos Seus Sonhos".

✔️  Como Escolher o Destino da sua Viagem;

✔️  Quando Comprar Suas Passagens;

✔️  Como Reservar Seu Hotel;

✔️  Como Montar um Roteiro de Viagem...

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
Menu Title