banner

A Menina que Roubava Livros. Muita emoção diante da tela.

Li o livro A Menina que Roubava Livros uns 4 anos atrás. Achei maravilhoso. Conheço quem achou monótono, mas como nada agrada a gregos e troianos, isso é normal.

Não vou contar a história, o filme acabou de entrar em cartaz nos cinemas. Ontem fomos assistir. Eu havia visto o anúncio da estreia e fiquei de olho, queria muito ver e ontem à noite fomos à última sessão.

menina que roubava livros filme

Fiquei sem palavras, o filme me emocionou do começo ao fim. Muito, mas muito fiel ao livro, me encantou em cada cena, em cada olhar de Liesel, que deixo aqui minha admiração pela atuação da atriz Sophie Nélisse. O filme tem cenas fortes, a história acontece durante a Segunda Guerra Mundial, não poderia ser diferente, mas o que me tocou foi a sensibilidade daquela criança, senti isso enquanto lia o livro e chorei horrores imaginando os lugares que ela descrevia, imaginando seus olhinhos cheios de lágrimas, o frio pelo qual Max passava naquele porão, mas assistindo ao filme o que mais me comoveu foi como o diretor Brian Percival conseguiu, com o talento dos atores claro, transmitir o que se passava nas almas daquelas pessoas.

Cada palavra era cuidadosamente dita no momento apropriado, cada olhar transmitia o que estava lá dentro de cada um….

“A memória é o escriba da alma”  segundo Aristóteles, frase dita por Max a Liesel, hora essa que caí aos prantos no cinema. O amor que ela tinha pelas palavras, pelos livros, por estórias era o que a movia, sua sensibilidade era tremenda apesar de ser uma menina extremamente corajosa, sabia o momento certo pra deixar aflorar seus sentimentos com uma simplicidade e pureza encantadoras.

Queria registrar aqui ontem mesmo o que eu estava sentindo quando saímos do cinema, mas infelizmente era quase meia-noite e hoje seria uma segunda-feira, precisaria acordar cedo, não escrevi e não dormi cedo, assisti outro filme e o sono não chegava, Liesel tomou meus pensamentos por completo no final da noite e começo da madrugada de hoje, mas deixei que as palavras ouvidas ontem me tomassem e me deixassem comigo mesma por uns longos momentos, desliguei a TV e deixei que o sono chegasse, não sei por quanto tempo o esperei, ele chegou e hoje logo cedo acordei, poucas horas de sono mas com a alma leve depois de ouvir e sentir tanta emoção diante de uma tela de cinema. E é por isso que amo tanto cinema.

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube, Pinterest e no Google+.

Para programar sua viagem, veja o que você pode fazer sem sair aqui do blog

Reservar hotel pelo Booking;  Comprar seu seguro viagem com a Seguros PromoAlugar seu carro com a RentCars; Comprar seu chip pré-pago para os EUA e Europa na Easy Sim 4U e fazer câmbio na MelhorCâmbio.


Tags:
· · ·
Categorias:
Cultura · Filmes · Livros

Comments

    • Pra mim um dos melhores momentos do filme. Ele resumiu em poucas palavras tudo que era preciso ser dito pra encorajá-la a continuar na luta pelas leitura.

      cynara 12/02/2014 16:51 Responder
  • Parabéns pela resenha!

    Maria Emília Borges Daniel 12/02/2014 15:19 Responder
    • Obrigada Maria Emilia.

      cynara 12/02/2014 16:50 Responder

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Guia Para Viajar por Conta Própria

Receba agora gratuitamente em seu email o
eBook "Como Tornar Possível Aquela Viagem
dos Seus Sonhos".

✔️  Como Escolher o Destino da sua Viagem;

✔️  Quando Comprar Suas Passagens;

✔️  Como Reservar Seu Hotel;

✔️  Como Montar um Roteiro de Viagem...

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
Menu Title