banner

Lado B de Bom

Em tempos de Oscar eu resolvi falar de cinema. Não, não vou comentar nenhum filme premiado, vi poucos dos filmes que este ano concorreram a maior festa do cinema mundial. Como meu tempo está muito curto, resolvi focar no cinema do meu mundo e vi quase todos os filmes pernambucanos que estão no circuito alternativo de cinema. Não sei se esta é uma informação de conhecimento de todos/as, mas Pernambuco hoje é considerado o maior polo de cinema do Brasil. No festival de Brasília deste ano (um dos maiores festivais de cinema do país) as grandes atrações e os grandes premiados foram os filmes da “terrinha” (parênteses para falar como é bom estar em outra cidade vendo as pessoas falarem bem de algo que vem da sua terra natal. É fantástico). E foi nesse festival que eu vi realmente que o cinema feito em Pernambuco tinha atingido uma maturidade sensacional.

 

Acho importante abrir um novo parêntese, esse maior e sem direito ao parêntese em pessoa, para dizer que não sou crítica de cinema, não sou nenhuma conhecedora voraz de cinema e você não precisa levar em consideração o que eu digo se não quiser (rs). Como neste blog estou me permitindo fazer coisas que profissionalmente não posso fazer, resolvi falar de algo que para mim é super especial e que eu nunca pude fazer, porque, na minha profissão, para escrever sobre cinema você, lógico, tem que ter formação para isso. Então, aproveitando a carta branca da transgressão justificada, vou indicar alguns filmes pernambucanos para vocês.

Vou começar pelo que está realmente “bombando”, que é O Som ao Redor. Esse, quem quiser ver vai ter que se apressar porque em breve ele vai sair de cartaz! Vai ter também que passar pela experiência de não ir ao cinema do shopping e ir ao Cinema da Fundação Joaquim Nabuco, aquele do Derby. Aproveito para falar que a experiência é ótima. Quando morava no Recife sempre frequentei mais ele que os dos shoppings. Ele não tem pipoca extorsiva na entrada, ainda é o senhorzinho pipoqueiro que vende lá na frente, mas você não pode entrar comendo pipoca na sala, ok. É um cinema cinema mesmo, cinema de respeito. Mas não se preocupe, se quiser fazer um lanchinho antes ou depois do filme, você vai estar ao lado de uma das melhores e mais charmosas cafeterias do Recife, a Castigliani Café, que fica dentro do cinema. #ficaadica Importante também dizer que os filmes estão sendo exibidos ou serão ao longo do ano nos cinemas de arte da maioria das capitais do país, e também nos melhores festivais de cinema  do mundo.

Voltando ao filme do cineasta e crítico de cinema Kleber Mendonça Filho, adianto que ele se passa em Setúbal, e quem mora nessa região da cidade vai se identificar muito com tudo. Eu e meu marido, que morando há três anos longe da nossa querida Setúbal, quase morremos de saudade. Mas o filme não é um romance, não tem ceninhas cativantes. O filme é forte, é um suspense. Não tem apenas uma história, mas várias histórias que se cruzam em torno de questões bem presentes no cotidiano de todos/as nós. É uma crítica forte ao crescimento desordenado das cidades, à ainda presente aristocracia pernambucana, à violência e aos negócios que se fazem em torno dela, à classe média e à sociedade que criamos de uma forma geral. O filme não tem o ritmo de um filme hollywoodiano, não tem as técnicas e nem o dinheiro desses filmes. O filme é para se ver pensando no conteúdo, não é o cinema de pura distração, mas o cinema que lhe convida a pensar sobre a vida, refletir. É o filme que você demora a digerir, mas que ele impregna depois em você.

O Som ao Redor (trailer oficial)

Outro bom filme pernambucano está entrado em cartaz no Cine São Luiz. Essa sala de cinema deve ser mais conhecida dos mais antigos (rs). Acredito que muitos/as de vocês já conhecem, mas não devem ter ido lá ainda depois da reabertura, que se não me engano, aconteceu no ano passado ou em 2011. Eu ainda não fui por estar morando longe, mas quem foi, aprovou. Ir ao cinema no São Luiz, por si só, já é uma experiência nova. Era uma vez eu, Verônica, de Marcelo Gomes, é um filme bem recifense e fala da história de uma jovem recém formada em medicina e que está em crise consigo mesma e com a profissão.  Esse filme foi um dos ganhadores do festival de Brasília junto com Eles Voltam (de Marcelo Lordelo, que eu não consegui ver, mas que quem viu adorou), mas que eu não vi em cartaz nos cinemas do Recife. Outro filme que se entrar em cartaz é muito bom de assistir, é Boa Sorte, Meu Amor, de Daniel Aragão, todo filmado em preto e branco e que vai além das histórias recifenses e chega ao interior de Pernambuco, com histórias também típicas da zona da mata canavieira do estado.

Era uma vez eu, Verônica (cartaz do filme)

Cartaz do Filme Era uma vez eu, Verônica

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Boa Sorte, Meu Amor (trailer oficial)

É isso, fica a dica não só de filmes, mas de experiências novas. E lembrem-se, abram o coração para ver filmes bem diferentes do que se costuma ver e  que não é um cinema apenas de entretenimento, mas também  de reflexão e que vale a pena se encontrar na telona de vez em quando.

E para acompanhar nossas viagens, nos siga no Facebook,  Instagramtwitter,  YouTube, Pinterest e no Google+.

Para programar sua viagem, veja o que você pode fazer sem sair aqui do blog

Reservar hotel pelo Booking;  Comprar seu seguro viagem com a Seguros PromoAlugar seu carro com a RentCars; Comprar seu chip pré-pago para os EUA e Europa na Easy Sim 4U e fazer câmbio na MelhorCâmbio.


Tags:
· ·
Categorias:
Cultura · Filmes

Comments

  • Ná, acho que vc também vai gostar do Boa Sorte, Meu Amor porque esteticamente ele é lindo! Adorei ver o filme em PB, e ele não é cansativo.

    Mariana Martins 05/03/2013 14:44 Responder

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Guia Para Viajar por Conta Própria

Receba agora gratuitamente em seu email o
eBook "Como Tornar Possível Aquela Viagem
dos Seus Sonhos".

✔️  Como Escolher o Destino da sua Viagem;

✔️  Quando Comprar Suas Passagens;

✔️  Como Reservar Seu Hotel;

✔️  Como Montar um Roteiro de Viagem...

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
Menu Title